Romarinho

Neste sábado (12) a Coluna Parabéns ao Craque homenageia Romarinho. Desde já, o atacante é o responsável por um dos gols mais importantes da história do Corinthians, que proporcionou a famosa narração de Cléber Machado: OLHA O GOL DO ROMARINHOOOOOO. Assim, o atleta deixou a sua marca na trajetória do Timão e está no futebol árabe desde 2014. Atualmente, defende a equipe do Al-Ittihad, da Arábia Saudita.

INÍCIO

Nascido no município de Palestina-SP, Romarinho deu os primeiros passos aos 12 anos, nas categorias de base do São Paulo. No entanto, não conseguiu se estabelecer na base Tricolor, por conta do baixo desempenho escolar, critério importante para a permanência no CT, e foi dispensado.

Dessa maneira, o atacante acumulou passagens por Rio Preto, Rio Branco-SP, Vitória, Jaboticabal, São Bernardo e Desportivo Brasil-SP, antes de completar 18 anos. Como resultado, o Bragantino resolveu dar uma chance ao atleta em 2011.

BRAGANTINO

Em primeiro lugar, Romarinho estreou no Campeonato Paulista de 2011, em que a equipe de Bragança Paulista terminou na 15ª posição. Contudo, o atleta foi muito importante na Série B daquele ano, em que o Bragantino foi o sexto colocado.

Assim, na edição de 2012 do Campeonato Paulista, o atacante foi fundamental pelo bom desempenho na primeira fase. Em outras palavras, o Braga terminou na 7ª colocação e se classificou para as quartas de final. Contudo, o São Paulo interrompeu o sonho de ir mais longe, ao desferir uma goleada de 4 x 1. Entretanto, o desempenho de Romarinho lhe rendeu o prêmio de revelação do campeonato.

CORINTHIANS

À primeira vista, a revelação do Paulistão 2012 atraiu o interesse dos grandes da capital. Por fim, o Corinthians desembolsou 605 mil euros para contar com o jogador. Assim, o atleta estreou no dia 24 de junho de 2012, em um clássico contra o arquirrival Palmeiras. O Verdão estava ganhando de 1 x 0. Dessa forma, a estrela brilhou, o atacante marcou dois gols e garantiu a vitória de virada no Derby.

Imediatamente, o jogador caiu nas graças da Fiel, mas o melhor ainda estava por vir. Em seguida, o Timão viajou para a Argentina, para disputar o primeiro jogo da final da Libertadores, contra o Boca Juniors. Nesse sentido, o jovem viajou com o elenco para Buenos Aires.

No dia 27 de junho de 2012, os Xeneizes estavam ganhando de 1 x 0. Então, aos 39′ do segundo tempo, o técnico Tite resolveu colocar Romarinho em campo. Em seguida, Emerson Sheik fez uma bela jogada e acionou o garoto, que encobriu o goleiro Orión em seu primeiro toque na bola, calando a Bombonera. O gol rendeu a icônica narração de Cléber Machado, que ficou para sempre na memória dos corinthianos. OLHA O GOL DO ROMARINHOOOOOO!!!

Portanto, a passagem de Romarino durou até 2014. Pelo Timão, o atacante jogou 141 partidas e anotou 25 gols. Conquistou a Libertadores e o Mundial de 2012, a Recopa e o Paulistão de 2013. Além disso, ficou conhecido por ser um carrasco do Palmeiras, já que marcou cinco gols, em seis Derbies disputados.

ROMARINHO NO ORIENTE MÉDIO

De antemão, em setembro de 2014, o El Jaish do Catar, pagou 23 milhões de reais junto ao Corinthians, para contar com os serviços de Romarinho. Do mesmo modo, o atacante construiu uma passagem interessante, que durou até 2017. No futebol catarino, o brasileiro jogou 102 partidas e anotou 62 gols.

Logo depois, foi para os Emirados Árabes Unidos, defender as cores do Al-Jazira, onde disputou 42 jogos e colocou 17 bolas na rede. Curiosamente, o clube disputou o Mundial de 2017, por ser o atual campeão nacional do país-sede. Assim, Romarinho anotou dois gols no campeonato, e um deles foi contra o poderoso Real Madrid. Por fim, ficou nos EAU, até 2018.

Eventualmente, foi para o Al-Ittihad, o seu clube atual, e continua a balançar as redes do Oriente Médio. No clube saudita, o atacante realizou 84 jogos e marcou 42 gols, até agora.

PARABÉNS ROMARINHO

Acima de tudo, parabéns Romarinho, a equipe do Futebol na Veia lhe deseja felicidades hoje e sempre. Autor de um dos gols mais importantes da história do Sport Club Corinthians Paulista, que tem um capítulo reservado na trajetória do Timão. Ademais, o futebol agradece sempre os seus momentos mágicos.

Foto destaque: Reprodução/Marcos Ribolli 

Arthur Brunello
Bacharel em Direito, apaixonado por futebol e cinema. Creio no poder de transformação do esporte, da informação e da cultura.

Artigos Relacionados