Parabéns Casagrande! Ídolo do Corinthians completa 53 anos

Nesta quinta-feira (15), a coluna Parabéns ao Craque homenageia um dos grandes ídolos da história do Corinthians, Walter Casagrande. Assim, hoje vamos conhecer um pouco melhor sua história de superação.

Início da carreira

Casagrande subiu muito cedo ao profissional, desde cedo mostrou-se um grande atacante com uma finalização e mobilidade muito grande, mesmo sendo muito alto. Sua carreira teve muitos altos e baixos. O jogador, durante sua carreira, sofreu muito por sua dependência química.

Mesmo com sua vida fora das quatro linhas muito agitada o jogador foi grande destaque da Democracia Corinthiana junto com seu grande amigo pessoal Sócrates. Casão foi goleador em todas as equipes em que passou, mas seu maior destaque foi jogando pelo seu clube de coração, o Corinthians. Após ser importante em diversos jogos Casagrande despertou interesse de clubes europeus.

Chegada à Europa

Depois de se destacar no futebol brasileiro e chegar até a seleção, Casão começou a despertar interesse de alguns clubes europeus. Sendo assim, seu primeiro clube na Europa foi o Porto, onde chegou a conquistar a Copa dos Campeões da UEFA. Depois de algum tempo em Portugal, o jogador foi procurar novos ares. Sendo assim, se transferiu para a Itália, onde foi ídolo da Torino. Ganhou títulos importantes como a Coppa Itália e chegou também ser vice da competição europeia pelo clube. Além de se destacar fazendo gols decisivos.

Volta ao Brasil

Depois de muito destaque na Europa, Casagrande optou por voltar ao Brasil onde ficava mais perto de seus familiares e amigos. Em sua volta jogou nos dois clubes com maior torcida no cenário nacional, o Flamengo e novamente no Corinthians. Casão voltou com ainda mais completo da Europa e foi um grande goleador nas duas equipes. Mas não chegou a se aposentar no clube de coração e sim no São Francisco.

Aposentadoria

Por fim, após se aposentar, o jogador começou a entrar no ramo da comunicação. O primeiro lugar que abriu as portas foi a ESPN e depois o ex-atacante chegou a Rede Globo. Mas nem tudo são momentos bons. No entanto, ex-atleta já havia assumido problemas com drogas em 2007, sofreu um acidente de carro e depois de se recuperar veio a se internar em uma clínica para dependência química. Assim, em 2009, voltou para a televisão, onde se encontra até hoje como comentarista e apresentador de alguns programas.

Foto Destaque: Reprodução/Mercado do Futebol

Luiz Ary
Bom meu nome é Luiz Felipe e desde pequeno sou apaixonado em futebol. Como toda criança tinha o sonho de jogador mas a habilidade não ajudou muito. Então a melhor maneira que achei para trabalhar com o que eu amo foi o jornalismo esportivo! Estou cursando meu primeiro semestre de jornalismo na faculdade Anhembi Morumbi e meus objetivos são cobrir os principais jogos e campeonatos mundiais em grandes mídias. Sou um cara tranquilo que sabe viver bem em grupo e espero acrescentar com meus conhecimentos mas também aprender muito