Parabéns, Alexandre Pato! O craque completa 31 anos

- O atacante teve uma carreira repleta de bons e polêmicos momentos
Alexandre Pato

A Coluna Parabéns ao Craque desta quarta-feira (2) homenageia Alexandre Rodrigues da Silva, mais conhecido por Alexandre Pato. O craque tem esse pseudônimo, porque faz referência a sua cidade natal, que é Pato Branco (PR). Desde as categorias de base o atacante chama a atenção dos dirigentes dos grandes clubes de todo o mundo. O craque além de muito bom, tem muita sorte, sempre faz gols em momentos importantes. Portanto, o jogador é muito mais do que apenas mídia.

QUEM É ALEXANDRE PATO?

O craque sempre foi um jogador que chamava a atenção, desde juvenil. Entretanto, chamar a atenção é apenas um passo para adquirir sucesso no futebol. Pato já era jogador da Seleção Brasileira sub-18 e o principal jogador do time sub-20 do Internacional, tudo isso com apenas 16 anos. No final do ano de 2006, o atacante foi convocado para o time de Abel Braga, que iria disputar o Mundial de Clubes. Muitos ainda não o conheciam, porque até o momento não havia ocorrido sua estreia com profissional. Por outro lado, isso estava preste a acontecer.

No dia 26 de Novembro, Alexandre Pato estreou pelo time profissional do Internacional. O adversário era o Palmeiras no Parque Antártica e com um minuto em campo o jovem já veia marcado seu primeiro gol. As coisas aconteceram muito rápido na vida do jogador, mas tudo isso ainda era o começo.

O Inter foi para o Japão em busca de um título inédito. O camisa 11 já foi importante na estreia, ao marca o primeiro gol contra o Al-Ahly. Este gol tornou Pato o jogador mais jovem a marcar em uma competição FIFA, superando Pelé. Um fato curioso sobre o brasileiro é que ele sempre marcava em suas estreias. Na final contra o Barcelona não teve gol, mas o jogador jogou e o Internacional se sagrou campeão.

O jovem demonstrava muito talento e era muito acima da média para a sua idade. Portanto, seria muito difícil para o Colorado segura-lo. Em meados de 2007, o camisa 11 fechou com o Milan. Nos Rossoneros o brasileiro usaria a 7 ao invés da 11. Esse número foi usado pelo ídolo Andriy Schevchenko anteriormente. Como resultado, tinha uma grande expectativa sobre a promessa.

https://www.instagram.com/p/BkIdcpfDC8u/?utm_source=ig_web_copy_link

AS LESÕES ATRAPALHARAM TUDO

Alexandre Pato teve grandes momentos na Europa, mas as lesões fizeram com que ele não fosse ídolo. O jogador tem muitas boas partidas pela equipe rossonera, entretanto tem quatro que merecem destaque, foram elas: contra o Real Madrid em 2009, Napoli em 2011, Internazionale 2011 e Barcelona em 2012. Em todos esses jogos o camisa 7 mostrou o quanto é goleador e inteligente com a bola nos pés. O que mais impressionava a todos era o controle de bola extraordinário que camisa 7 apresentava.

Entretanto, as lesões eram muito frequentes na carreira do atleta. Alguns críticos até chamavam Pato de “jogador de vidro“. No período do brasileiro em Milão, foram 16 lesões em cinco temporadas e meia. Ou seja, o jogador tinha média de um pouco mais de três lesões por temporada. Ao todo no Milan foram 150 jogos, 63 gols e 17 assistências. Bons números, porém os problemas físicos impediam que eles fossem melhores. No dia 2 de Janeiro de 2013, o Corinthians comprou craque por 15 mi de euros, maior compra da história do clube paulista. Alexandre desejava voltar ao Brasil, porque visava retomar a boa forma física e jogar a Copa do Mundo de 2014.

https://www.instagram.com/p/B6I6qMqFR_Y/?utm_source=ig_web_copy_link

A VOLTA AO BRASIL

 O Timão era o atual campeão Mundial e havia contratado um dos melhores jogadores brasileiros da geração. A expectativa da nação corinthiana foi  muito alta, mas o atacante acabou brilhando no rival São Paulo. No Morumbi, o craque colecionou alguns bons momentos que foram cruciais para o retorno à Europa. Alexandre Pato foi emprestado para o Chelsea, com um contrato de seis meses e com opção de compra.

Entretanto, o atleta não teve muitas oportunidades e voltou para o Corinthians. O timão teve o jogador de volta, porque ainda era dono do passe do craque. O Villareal se interessou e contratou Pato para a temporada 2016-17. Os primeiros seis meses foram muito bons, mas o Submarino Amarelo recebeu uma oferta irrecusável do Tiajin Tianhai da China.

Após um ano e meio na Ásia, o brasileiro retornou ao Brasil. O craque escolheu o São Paulo, onde havia mostrado um bom futebol, onde permaneceu até alguns dias atrás, quando acertou sua rescisão de contrato. Atualmente está sem clube, mas tem equipe interessadas no atacante. Infelizmente, as lesões impediram que Alexandre Pato se tornasse um ídolo nacional e até mesmo mundial.

PARABÉNS, ALEXANDRE PATO

Desde sempre foi um jogador que chamou a atenção dos amantes do esporte. O futebol agradece por todos os gols, dribles, passes e exibições de gala. Foram anos de muita luta tanto dentro das quatro linhas quanto no departamento médico. Feliz vida, Alexandre Pato.

Foto Destaque: Reprodução/Daniel Vorley/Uol

BetWarrior


Poliesportiva


Leonardo Pinheiro
Leonardo Pinheiro
Escolhi jornalismo porque para mim é prazeroso informar as pessoas, e além disso, a paixão pelo futebol me encorajou a seguir essa carreira. Meu principalmente objetivo na profissão é trabalhar com esportes, principalmente o futebol.

    Artigos Relacionados

    Topo