Paolo Di Canio, polêmico atacante, completa 52 anos

Nesta quinta-feira (9), a coluna Parabéns ao Craque parabeniza um dos atacantes mais talentosos e polêmicos do mundo, Paolo Di Canio. Nascido em Roma, completa hoje 52 anos. É um atacante de muita velocidade, criatividade, ótimo driblador e cabeceador. Porém, muito temperamental, jogador se envolveu em varias polemicas. O atacante é ídolo na Lazio e West Ham.

LAZIO

Di Canio nasceu em Roma, em um bairro onde a maioria das pessoas eram torcedoras da Roma, porém desde criança se simpatiza com a Lazio. Com todo esse carinho, resolveu o atacante a começar sua carreira no clube de coração. Forma cinco anos na Lazio, onde mostrava toda sua habilidade e velocidade, inclusive ajudando o clube a subir de divisão na temporada 88. Na seguinte marcou seu primeiro gol em clássico contra Roma, vindo logo a primeira polêmica. Na ocasião, ele foi comemorar na frente da torcida romana. Isso fez com que aumentasse sua idolatria na Lazio.

Foto: Reprodução/Itay Mazagine

NOVOS CLUBES NA ÍTALIA

No ano de 1990, o jogador foi anunciado pela Juventus, onde passou por três temporadas no clube. Apesar de dois títulos com a Juve, sua passagem não foi das melhores. Di Canio acabou sendo emprestado para o Napoli onde fez boas partidas, voltando ao bom futebol.

Foto: Reprodução/Italy Magazine

Após voltar à Juventus, o jogador pediu para ser negociado pelo clube. Então o atacante foi jogar no Milan. Lá, ficou em duas temporadas pelo clube da capital. Com a camisa rossenera, ele ajudou a conquistar o Scudetto de 96, mas após desentendimento com Capello acabou saindo.

REINO UNIDO

No ano de 1996, Di Canio foi jogar no Celtic. Contudo, foi apenas uma passagem muito conturbada, mas com sucesso. Nesta única temporada pelo clube, foi eleito o melhor jogador do Campeonato Escocês. Contudo, durante algumas partidas, o jogador mostrou todo seu temperamento explosivo.

Foto: Reprodução/The Scottish Sun

Durante um clássico contra o Rangers, Di Canio fez provocações a Ian Ferguson, o que causou uma grande confusão e sua expulsão. No final da temporada, o jogador pediu um aumento de salário, que foi rejeitado pelo clube. Com isso, se negou a fazer a pré-temporada com o clube e foi negociado.

Então, em 1997, o atleta foi anunciado pelo Sheffield Wednesday. Logo no inicio, o jogador mostrou toda sua habilidade e seus gols. Na temporada, foi o artilheiro da equipe e isso fez com que fosse idolatrado pelos torcedores. Mas novamente seu temperamento trouxe nova polêmica para carreira. Em uma partida contra o Arsenal, em agosto de 1998, o jogador empurrou o árbitro Paul Alcock. Além de ser expulso, Di Canio ainda levou uma suspensão de 11 jogos e foi multado em 10.000 libras.

Foto: Reprodução/The Sun

WEST HAM E IDOLATRIA

No final do ano de 1998, Paolo Di Canio era apresentado pelo West Ham. O jogador ainda estava cumprindo suspensão. O então técnico dos Hammers, Harry Redknapp, admitiu que estava arriscando na contratação: “Ele pode fazer coisas com a bola que as pessoas só podem sonhar.”

Mas, assim que conseguiu estrear pelo clube, sua habilidade e seus gols fizeram com que a torcida do clube colocasse o jogador como ídolo do clube. Suas excelentes apresentações ajudaram o clube a ganhar a Copa Intertoto. Em um jogo contra o Wimbledon, em 2000, após fazer um golaço de bicicleta, recebeu o prêmio de gol mais bonito pela BBC. Ainda no final da temporada, recebeu um prêmio da torcida do clube, mostrando cada vez mais a adoração dos torcedores.

Foto: Divulgação/Premier League

Apesar de ser um atleta com muitas polemicas, quando atuava pelos Hammers, Di Canio fez um gesto, que lhe garantiu prêmio por parte da FIFA. Em um jogo contra o Everton, ao ver o goleiro adversário caído, o atacante que recebia um cruzamento pegou a bola com a mão para que o arqueiro fosse atendido. Seu gesto fez com que fosse aplaudido por toda torcida e ganhar o Prêmio Fair Play.

https://www.instagram.com/p/B_DvoWeKk8D/

Sua idolatria aumentou quando o atacante se recusou uma proposta do Manchester United, afirmando que seria incapaz de sair do clube. Mas isto acabou acontecendo após uma briga com o técnico Glenn Roeder. Na temporada 03/04, foi anunciado pelo Charlton. Foi apenas uma temporada onde ajudou o clube a conquistar a 7ª colocação no Campeonato Inglês – a maior marca desde 1950 -.

RETORNO À LAZIO

Após a passagem pela Inglaterra, Paolo retornou ao clube de coração. Logo ao ser a anunciado a torcida foi à loucura por novamente contar com um jogador que torce par ao clube. Contudo, sua volta à Lazio não foi das melhores. O jogador teve diversos problemas com os técnicos, principalmente com Guiseppe Papadopulo, onde relatou ter agredido o treinador.

https://www.instagram.com/p/B_DwGZiK6Mw/

Além dos problemas com os treinadores, novamente as polêmicas voltaram. Em um clássico contra a Roma, em 2005, após fazer um dos gols da vitória da equipe, Di Canio, no final do jogo, foi em direção à torcida e fez uma saudação fascista, o que rendeu uma multa ao jogador. O atleta ainda repetiu o gesto em dois jogos contra Livorno e Juventus.

Foto: Reprodução/TheGuardian

Após a passagem conturbada, o atacante fechou contrato com o Cisco Roma, clube onde se aposentou. Porém, ainda conseguiu participar de uma nova polêmica. Após uma partida o jogador improvisou um strip-tease para a torcida.

Foto destaque: Reprodução/Manchester Evening News

Eddie Toschi
Edwaldo Toschi, bacharel em Direito e especialista em Jornalista esportivo através de cursos ministrados por jornalistas renomados como Alexandre Praetzel, Celso Unzelte, Mário Marra dentro outros. Sou um apaixonado por futebol. Apresentador do canal Sai Que é Sua no YouTube.
Você está aqui
Futebol Na Veia > Destaques > Paolo Di Canio, polêmico atacante, completa 52 anos

Artigos Relacionados