Palmeiras treina na Bolívia e pode contar com o retorno de Luiz Adriano

- Atacante se recuperava de lesão sofrida no clássico diante do Corinthians e treinou normalmente nesta semana
Palmeiras

Nesta segunda-feira (14), o Palmeiras realizou o seu primeiro treino em La Paz, antes da partida contra o Bolívar, pela Libertadores da América. Nas atividades realizadas no estádio Rafael Mendonza, a novidade ficou por conta do retorno de Luiz Adriano, que volta após sentir a coxa no derby contra o Corinthians. O atacante não havia jogado contra o Sport no último domingo (13).

Dessa maneira, o camisa 10 do Verdão trabalhou normalmente em um treino técnico, com campo reduzido e sem qualquer tipo de limitação. Luiz Adriano é o artilheiro do Palmeiras com 11 gols na temporada e peça-chave no esquema de Vanderlei Luxemburgo. Portanto, a expectativa é que o atacante esteja entre os titulares para o confronto. 

Enquanto o comandante palmeirense conta com o retorno de seu centroavante, a dúvida fica por conta do meio-campista Lucas Lima. O atleta viajou com o grupo, mas não treinou, se recuperando de um trauma sofrido no pé esquerdo, no jogo contra o Sport

Vale lembrar que a equipe paulista é líder do Grupo B, com seis pontos em duas partidas. Além do adversário da ocasião, o Bolívar, o Palmeiras divide o grupo com Guarani, do Paraguai, e Tigres, da Argentina, que ocupa a última colocação do grupo.

Ao encarar o Bolívar, o Palmeiras terá mais uma desafio nesta quarta-feira: a altitude. Assim, o jogo está marcado para o estádio Hernando Silles, a cerca de 3.640 metros acima do nível do mar. Justificando a chegada antecipada da delegação à cidade boliviana. Desse modo, a bola volta a rolar paras as duas equipes pela Copa Libertadores da América, à partir das 21h30 (horário de Brasília).

Foto destaque: Reprodução/Cesar Greco/Ag. Palmeiras

BetWarrior


Poliesportiva


Victor Parrini
Victor Parrini
Como amante de rádio, TV e esportes (principalmente o futebol), esses foram alguns dos motivos que me levaram a escolher o jornalismo para a minha vida. Como jornalista, quero ouvir e contar histórias, porque isso é o que nos move. Aqui exponho meu primeiro contato com a escrita esportiva.

    Artigos Relacionados

    Topo