Palmeiras negocia possível reforço na MLS

O Campeonato Paulista segue parado, mas os bastidores dos clubes seguem na ativa. Segundo o GE.com, o Palmeiras entrou em contato e já negocia valores com o New York City para contar com Valentin Castellanos, meia argentino.

O jogador de 22 anos, está na equipe dos Estados Unidos desde 2018 e vem acumulando boas atuações com a camisa azul de Nova York. O desejo do Verdão em contar com o jogador não é de hoje. Ainda com base no portal,  a proposta foi para garantir parte dos direitos do atleta, podendo ser liquidado o valor total ao longo dos próximos anos.

O Palmeiras chegou até negociar um empréstimo com opção de compra por Castellanos, após cumprimento de metas estabelecidas, que pode envolver também atletas da base palmeirense no negócio. O Palmeiras ainda não obteve uma resposta americana.

Valentin Castellanos já teve atuações nas seleções de base da Argentina e é peça importante num modelo de gestão moldado pelo Palmeiras. Dentro de campo, o time comandado por Abel Ferreira tem buscado reforços, sobretudo, no setor ofensivo. Ou seja, a parte ofensiva é o foco principal do treinador português.

Por fim, vale lembrar que mesmo com a paralisação do Paulista, o Palmeiras trabalha firme para a disputa da Recopa Sulamericana, contra o Defensa y Justicia, com jogos disputados na Argentina e no Brasil. Nesse meio tempo, a Supercopa do Brasil também estará no foco, contra o Flamengo.

Avatar
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.