Paco Alcácer é o homenageado deste domingo (30) na coluna Parabéns ao Craque

Neste domingo (30), a coluna Parabéns ao Craque homenageia o atacante espanhol Paco Alcácer. No momento vivendo o auge da carreira, o jogador já teve passagens pelo futebol alemão, no Borussia Dortmund. Além disso,  tem uma certa experiência na La Liga. Isto pois atuou em alguns clubes de seu país. Dentre os clubes que ele jogou na Espanha estão Barcelona, Valencia e o Villarreal, equipe que defende atualmente.

Início de Carreira

Nascido em Torrent, cidade próxima a Valência, Francisco “Paco” Alcácer deu seus primeiros passos no mundo do futebol em times da região. Em seguida, acabou chamando a atenção do Valencia, e foi chamado para as categorias de base de Los Che, onde se consolidou até ir para a filial da equipe, o Valencia CF Mestalla. Sua estreia no profissional foi com apenas 17 anos, em novembro de 2010. A ocasião era um duelo da Copa do Rei diante do Logroñes. Curiosamente, Alcácer debutou com outra cria valenciana que se tornaria famosa, o meia Isco Alarcón.

Valencia

O primeiro gol de Alcácer com a camisa da equipe principal foi na temporada 11-12, em um jogo de preparação diante da Roma. Posteriormente, em janeiro de 2012, o atacante debutou na La Liga. Entretanto, no resto da temporada, ele não teve continuidade nas mãos do treinador Unai Emery. Na temporada seguinte, Paco renovou seu contrato, e estava nos planos do treinador Mauricio Pellegrino. Mas no fim das contas, o jogador acabou sendo cedido ao Getafe.

Getafe

Chegando em agosto de 2012, o atleta marcou seu primeiro gol em partidas oficiais defendendo o Azulón. Este momento importante foi na goleada, diante do Ponferradina, pela Copa do Rei. Já pelo Campeonato Espanhol, o atacante marcou apenas três gols. Como teve poucas oportunidades, voltou ao Valencia em 2013. Ao final, foram 20 aparições pelo Geta e quatro gols anotados

Retorno ao Valencia

Dessa vez, Paco Alcácer veio com mais experiência e para fazer seu nome no clube. Inicialmente, ele não esteve presente nem na lista de relacionados, mas com a rotação de elenco feita na Liga Europa, e foi em um jogo desse certame que ele conseguiu marcar em jogo oficial com a camisa do Valencia. Dali pra frente, deslanchou, se tornando o artilheiro da equipe naquela temporada. Na temporada seguinte, 2014-15, o atacante teve um início avassalador, que rendeu até convocações para a Seleção Espanhola. Mas a forte concorrência e as lesões o fizeram perder espaço.

E para concluir a passagem pelo Estádio Mestalla, na temporada 2015-16, se esperava que Paco fosse titular. Isso não aconteceu, mas ele sempre participava como substituto. Apesar de ter marcado vários gols, o atacante não foi convocado para a Euro 2016, mesmo sendo o artilheiro da seleção na eliminatória. Ao final, os números de Alcácer no Valencia foram 93 jogos, 30 gols e 13 assistências. Se tornando um dos grandes nomes do ataque do Los Che na década

Barcelona

Posteriormente, o atleta foi contratado por um dos gigante do país. No Barça, ele foi o quarto atacante do elenco, sendo o substituto imediato do trio Messi, Suárez e Neymar. Sendo assim, as oportunidades foram poucas, mas sempre que entrava, não decepcionava. No primeiro ano, fez três gols com a camisa do Blaugrana. Na temporada seguinte, por outro lado, marcou mais vezes, sete ocasiões em apenas 1000 minutos no gramado. Os números bons, 10 gols em 37 jogos no clube catalão, despertaram o interesse de um gigante alemão e para lá ele foi.

Borussia Dortmund

Em agosto de 2018, foi oficializado o empréstimo ao Borussia Dortmund, e apesar de não ser titular logo de início, Paco Alcácer foi avassalador. Marcando seis gols em somente 81 minutos em campo, o jogador caiu nas graças da torcida. Por isso, o clube alemão exerceu a opção de compra que tinha junto ao time da Catalunha e assinou com o atacante até 2023. O contrato com o Aurinegro não foi até o fim, já que ele voltou para La Liga neste ano. Nesta passagem, Paco atuou em 37 jogos e fez 23 gols.

Villarreal

No início de 2020, o Submarino Amarelo pagou 25 milhões de euros para repatriar Paco Alcácer. Sendo assim, essa transferência a contratação mais cara da história do clube. E assim que estreou com a camisa do Villarreal, o centroavante marcou o primeiro gol. Mesmo sendo uma primeira temporada curta, já que chegou em janeiro ao Estádio de La Cerámica, o jogador teve atuações que mereceram destaque. 13 partidas disputadas e quatro gols anotados.

Esse grande atacante do fim do futebol espanhol já conseguiu botar seu nome tanto na história do Campeonato Espanhol quanto do Alemão, e ainda segue com uma idade interessante para que possa ser destaque no futebol espanhol. A nova fase na La Liga deve servir para Paco Alcácer receber mais olhares e quem sabe se tornar presença mais constante na La Fúria.

Foto Destaque: Reprodução/Plaza Deportiva

Lucas Stank
Nascido em Florianópolis, Estudo Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina. Sempre gostei de futebol, inclusive dizem que minha palavra dita foi gol

Artigos Relacionados