Na noite dessa quinta-feira (30), a última de setembro, o Sampaio empatou com o Remo em 1 x 1, sofrendo gol no final da partida. Com isso, o resultado soma-se à sequência de seis jogos sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro, onde o mês de outubro do Sampaio Corrêa será de muitos desafios.

A queda Boliviana

De um forte postulante ao acesso, ao descenso para o meio de tabela, o Sampaio vive o seu pior momento nesta Série B. Anteriormente, a última vez que a Bolívia Querida saiu com três pontos em uma partida foi na 21ª rodada, diante do CSA em casa, por 2 x 0.

A partir disso, foram três empates, diante de Operário, 0 x 0; Brusque, 2 x 2; e Remo, 1 x 1, todos esses jogos em seus domínios. Além disso, outras três derrotas, para Ponte Preta, 3 x 2; Confiança, 2 x 0; e Botafogo, também por 2 x 0, com todas as partidas longe de casa.

Sequência de outubro do Sampaio

No entanto, o mês de outubro do Sampaio Corrêa reserva jogos importantes e com bastante dificuldade, visto que a equipe não está no seu melhor momento e os adversários, em sua maioria, estão em melhores condições na Série B. Assim, o primeiro deles será o Londrina, no próximo domingo (3), fora de casa, que nas últimas rodadas deu um fôlego para escapar do Z4. Em seguida, no dia 9, terá o Vasco da Gama, que está brigando pelo acesso, no Castelão. Posteriormente, dia 12, feriado, terá que ir à Salvador encarar o Vitória, que ainda luta para escapar das últimas posições. Por fim, o Coritiba, líder do campeonato, fora de casa, no dia 19, e, finalmente, recebe o Guarani, no dia 28, fechando o mês, que também almeja o acesso à Série A.

No momento

Atualmente, a Bolívia Querida está na 10ª posição da Série B, com 37 pontos, empatando com o Remo, seu último adversário e com dois pontos de vantagem sobre o Náutico, 11°colocado, com 35 pontos.

Foto destaque: Divulgação/John Tavares/Sampaio Corrêa

Payciúma Luiz