Orlando Pride

O Orlando Pride, time da rainha Marta nos EUA não participará da Copa NWSL, torneio que foi especialmente criado para substituir a temporada do futebol feminino no país. A decisão veio depois de 10 funcionários do clube testarem positivo para Covid-19, dentre eles, seis são jogadoras, nenhum nome foi identificado.

Na ultima segunda feira (22), o clube soltou uma nota afirmando que não participaria da competição para proteger a saúde de todos os envolvidos.

“Obviamente, esse foi um resultado difícil e decepcionante para nossas jogadoras, e torcedores; no entanto, essa é uma decisão que foi tomada para proteger a saúde de todos os envolvidos na Challenge Cup”, disse Amanda Duffy, vice-presidente executiva do Orlando Pride.

“A saúde e a segurança de nossas jogadoras e funcionários são a nossa prioridade número um e nossos pensamentos estão com as jogadoras e funcionários que lutam contra essa infecção, bem como com todo o clube de Orlando”, disse a comissária Lisa Baird, da própria liga.

“Todos estamos obviamente decepcionados, mas no ambiente atual, estamos preparados para essa situação e agora ajustaremos nossos planos e cronogramas para refletir as circunstâncias”, concluiu.

A liga disse, que liberará o mais rápido possível um novo calendário para as equipes participantes da competição. No entanto, lembrou também que as jogadoras que optarem não participar da competição, continuaram a receber normalmente seu salário pela temporada.

Foto destaque: Reprodução / Justin Green / Orlando Sentinel

Avatar
Caio Lucas dos Santos Costa
Escolhi jornalismo para trabalhar com o que eu amo. Comecei faculdade de Engenharia de Produção mas vi que eu não teria muito mercado para trabalhar com esportes, então decidi largar e começar jornalismo. Hoje estou no terceiro período, e vi que fiz a escolha certa, nada nesse mundo me deixa mais feliz do que falar sobre esportes.

Artigos Relacionados