Oriana

Anteriormente, trouxemos um pouco da trajetória da jogadora Oriana Martínez até chegar ao Alhama CF. Assim sendo, nesta matéria iremos abordar mais a vida em campo da venezuelana e seus planos para o futuro. Assim, a própria jogadora contou um pouco sobre as mudanças em sua vida e as experiências que o futebol feminino lhe proporcionou.

Foto: Arquivo Pessoal

DA VENEZUELA PARA A ESPANHA

“Eu estava jogando na Colômbia quando me propuseram vir para a Espanha, isso me deu uma alegria imensa, porque enfim estaria cumprindo um dos meus objetivos. Eu já havia tentado anos atrás, mas não tive tanta sorte devido a problemas com a papelada. Me adaptei super bem, sou daquelas pessoas que se adapta rapidamente ao que o rodeia e sei lidar da melhor forma que posso, sou muito positiva mesmo. O tema família sempre vai influenciar, porque eles são o seu apoio máximo e as pessoas que mais acreditam em você. Eles são minha inspiração para sempre ser forte e buscar mais. Em relação à alimentação, nunca tive problemas, sou cozinheira e gosto muito de comer bem e de forma saudável, embora às vezes costumo dar o meu gosto.”

DIFERENÇAS DO FUTEBOL VENEZUELANO PARA O ESPANHOL

“É um futebol muito diferente, embora haja jogadoras com características semelhantes. O físico, a mentalidade, a maturidade para as questões desportivas e anti-desportivas, a velocidade e fluidez do jogo. O forte, mas vivenciando isso, faz você perceber que sempre há mais, que é um esporte que não para de evoluir e que depende de você se aprimorar e trabalhar a cada dia.”

SOBRE O FUTEBOL FEMININO

“A questão da igualdade é uma coisa que sempre vai ressoar, não estou falando só por causa do monetário, digo por causa do apoio constante que deve continuar crescendo. As federações de muitos países devem continuar a levar em conta que nós, mulheres, que também “corremos atrás da bola”, também somos jogadoras de futebol profissionais e de elite, que merecem proteção em muitas coisas. Tudo tem um processo e não tenho dúvidas de que tudo isso vai melhorar.”

Foto: Arquivo Pessoal

QUEM É A ORIANA DENTRO DE CAMPO?

Sou uma jogadora feroz, luto até o fim e mais, até minhas pernas não me darem para andar. Gosto muito de conversar com a minha equipe em campo, pois estou em uma posição que me permite ter quase toda a visão dela, (jogo da Defesa Central), gosto muito de manter a ordem tática, a boa disposição para o trabalho, o conservação da bola, e ser enérgico ao ir para cada bola. Respeito muito os meus rivais, mas também sou muito competitivo e trabalho para que a minha equipe não pare em momento algum.”

CONSELHOS

“Eu diria para uma jovem que está pensando em começar no futebol que é para ela correr o risco. Que se é o que ela gosta, para correr atrás. Ela não tem ideia das coisas boas que pode colher neste mundo para ela, tudo o que ela pode viver, saber e aprender. Vou dever muito a este esporte por toda a minha vida. Você nunca se arrependeria de jogar este belo esporte.”

Foto Destaque: Reprodução/Arquivo Pessoal

Giovanna Monteiro
Cursando o 4º semestre de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi, apaixonada por esportes desde os 7 anos e hoje com a cabeça e o coração encaminhados ao Jornalismo Esportivo.

Artigos Relacionados