Operação Catalunha

Um dos destaques do Santos desde o ano passado, Lucas Lima, provavelmente deixará o clube da baixada na janela do meio do ano. O camisa 20 do Peixe já sofreu o assédio do futebol europeu – Porto e Torino – e chinês – da onde veio uma oferta salarial de R$ 5 milhões mensais, mas vem da Espanha uma proposta que pode balançar e tirar o jogador do Santos.

Conforme noticiado pelo Esporte Interativo, o Barcelona monitora a situação de Lucas Lima. Um fator relevante nesta negociação é a proximidade do meia com Neymar, que tem tentado seduzir o camisa 20 do Peixe a migrar para a Espanha.

Para além disso, o pai de Neymar é quem gerencia a carreira de Lucas Lima. Por um lado, esta configuração pode facilitar a transferência. Em contrapartida, a diretoria do Santos fará jogo duro para liberar o atleta, já que além de se tratar de uma referência dentro do atual elenco do Santos, o histórico recente entre o staff de Neymar e o alvinegro da Vila Belmiro não é nada bom. Desta forma, o acordo entre as partes deve ser improvável.

A saída de Lucas Lima é iminente. A multa para clubes europeus é estipulada em 60 milhões de euros – R$ 260 milhões – , mas o Santos, inexplicavelmente, foi conivente com uma negociação que só lhe deu direito a 10% dos direitos federativos do jogador.

É bom o Santos prestar atenção. O Barcelona já possui a preferência de compra de Gabriel e agora monitora a situação de Lucas Lima. É dever da diretoria saber negociar, pois, caso contrário, ficará de mãos atadas.

André Siqueira Cardoso

Sobre André Siqueira Cardoso

André Siqueira Cardoso já escreveu 313 posts nesse site..

Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

BetWarrior


Poliesportiva


André Siqueira Cardoso
André Siqueira Cardoso
Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

    Artigos Relacionados

    Topo