Olímpiadas adiadas: como afeta a estrutura da convocação?

As Olímpiadas de Tóquio foram adiadas para 2021. Sendo assim, algumas mudanças foram necessárias. No entanto, uma das que gera mais debate é a estrutura da convocação de atletas no torneio masculino. Portanto, a coluna Rasgando o Verbo levanta a questão. A saber, a estrutura da convocação para o torneio de futebol masculino limita a idade dos jogadores. Em suma, até então somente atletas com até 23 anos completos na realização do evento participavam. Contudo, é aberta exceção para três jogadores acima da idade. No entanto, com o adiamento para o ano que vem, o Comitê Olímpico Internacional (COI) optou por mudar a regra no próximo ciclo.

“Foi confirmado que os atletas que tiveram direito a competir em julho de 2020 permanecerão elegíveis em julho de 2021. A idade máxima para o evento masculino é de 23 anos, para Tóquio-2020, este será 24. Além disso, a regra de ter três atletas por equipe sem restrição de idade permanece válido”, afirmou o COI

Sonho Olímpico

O sonho de ganhar a medalha dourada e estar no lugar mais alto do pódio pertence a muitos atletas. Além disso, mesmo jogadores que já conquistaram esse sonho, ainda têm o desejo de reviver o momento. Como é o caso de Neymar. Dessa forma, o atleta brasileiro já afirmou que pretende representar o país mais uma vez na competição. Contudo, em algumas ocasiões esse sonho pode ser interrompido por uma pandemia. Portanto, mesmo com a mudança o jogador ainda poderá vestir a amarelinha no próximo ano. A saber, o Brasil é o atual campeão olímpico do torneio masculino de futebol. Assim, em 2016 junto com o plantel brasileiro o futebolista viveu um dos momentos mais emblemáticos da sua carreira até então.

 

https://twitter.com/LNJROFICIAL/status/1296528258217971713

Opinião

Em 2020 o esporte precisou abrir espaço para muitas mudanças. Afinal, os maiores eventos esportivos foram pausados. Sendo assim, a adaptação da regra de convocação com base na idade dos atletas foi uma decisão certeira do COI. Afinal, no próximo ano jogadores que sonham em competir no evento terão essa oportunidade. Na Seleção Brasileira temos exemplos como Gabriel Jesus e Bruno Guimarães. Portanto, o adiamento das Olímpiadas permitiu que o sonho olímpico continue existindo para muitos jogadores.

Dara Oliveira
Amapaense. Jornalista. Atualmente divido meu tempo entre a redação esportiva e assessoria de imprensa. Além disso, tento assistir jogos de futebol, ler livros e dormir nas horas vagas.

Artigos Relacionados