“O responsável sou eu”, diz Carlos Queiroz sobre vexame histórico na Colômbia

- Cafeteros perderam para o Equador por 6 x 1; imprensa e torcedores pediram a demissão do português
Carlos Queiroz

Na corda bamba! Essa é a atual situação do técnico Carlos Queiroz no comando da Seleção Colombiana. Na última terça-feira (17), seu time foi goleado pelo Equador, em Quito, por 6 x 1 pela 4ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. A saber, foi a maior goleada da história do confronto.

Assim, a imprensa e a torcida o criticaram veementemente pedindo, inclusive, sua demissão. À vista disso, na coletiva de imprensa, o português lamentou o revés histórico – a segunda baixa seguida. Contudo, também ressaltou que confia na recuperação da Colômbia: “Tenho certeza que eles vão se recuperar para conquistar os pontos que precisamos”.

CARLOS QUEIROZ

“O resultado de hoje é muito pesado, o orgulho bateu muito, a responsabilidade é minha, a equipe vinha jogando bem antes do jogo contra o Uruguai, não esperávamos essas duas derrotas consecutivas. A nossa avaliação destes quatro jogos é que começámos bem, mas nos últimos dois jogos os resultados foram difíceis. Acho e tenho a certeza que os jogadores colombianos não merecem esta situação, mas mais uma vez é preciso dizer que sou responsável”.

O comentarista Pacho Vélez, da ESPN colombiana, disse que o português “não é treinador para a Colômbia”. Ademais, Carlos Antonio Vélez, da rádio RCN, mandou o comandante “ir embora”. Para mais, muitos torcedores usaram hashtags nas redes sociais pedindo de volta o treinador argentino José Pekerman.

Para mais, disseram que foi a pior derrota que a Colômbia sofreu em 43 anos. Por fim, sua demissão já está sendo discutida internamente por integrantes da Federação Colombiana de Futebol. E dois nomes discutidos nos bastidores para substituí-lo são o de Juan Carlos Osório, ex-Atlético-MG, e o de Reinaldo Rueda, atual comandante do Chile.

QUEIROZ

Assinou contrato com em fevereiro de 2019 até 2022, já pensando na Copa no Catar. Ainda, chegou credenciado pois classificou o Irã para os Mundiais de 2014 e 2018, em Brasil e Rússia, nessa ordem. Além disso, já treinou o Real Madrid e Manchester United.

Entretanto, a campanha não está agradando. São quatro pontos em quatro jogos, além da 6ª colocação na tabela. A saber, empatou com o Chile por 2 x 2 e perdeu por 3 x 0 para o Uruguai no último jogo. Assim, somou nove gols sofridos com essa goleada. De resto, em março de 2021 enfrentará o Brasil e o Paraguai.

Foto Destaque: Reprodução/EFE

BetWarrior


Poliesportiva


Shelton Melo
Shelton Melo
Oi! Tudo bem? Prazer, Shelton aqui. Tenho 21 anos, curso Jornalismo -pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) - e sou apaixonado pela língua inglesa.Gosto do Futebol e por isso decidi integrar a equipe do Futebol na Veia. Assim como todos os undergraduates, quero aprender mais com cada texto publicado.

    Artigos Relacionados

    Topo