O que o CSA precisa para subir? Veja todos os cenários possíveis

Inegavelmente, o CSA tem uma decisão na próxima sexta. Com 57 pontos, está na quinta colocação da Série B e precisa ultrapassar o Juventude na última rodada para voltar à elite do futebol brasileiro.

Os dois times têm o mesmo número de vitórias (16), primeiro critério de desempate, mas o Azulão leva a melhor no saldo, 13 x 9, o segundo critério. Quarto colocado, o Juventude tem 58 pontos.

O próximo adversário do CSA na Série B será o Náutico, sexta, às 21h30, nos Aflitos. De acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o time alagoano tem hoje 27% de chance de subir.

Montamos todos os cenários deste jogo para o torcedor saber o que o time alagoano precisa para subir na rodada 38.

Vitória do CSA

O time chega a 60 pontos, porém, depende ainda de um tropeço do Juventude (empate ou derrota) contra o Guarani, em Campinas, para conquistar o acesso. O jogo do time gaúcho também começa às 21h30.

Empate do CSA

A dificuldade para o acesso aumenta porque o time vai precisar de uma combinação de resultados. Nesse cenário, o CSA vai depender de uma derrota do Juventude para o Guarani e um tropeço do Avaí (empate ou derrota) contra o América-MG, em Belo Horizonte. O time catarinense tem 55 pontos, ocupa a sexta colocação da Série B (com 16 vitórias) e também joga às 21h30.

Caso o Avaí ganhe do América e o CSA empate com o Náutico, haverá igualdade na pontuação, em 58 pontos, mas time catarinense ultrapassa no critério de número de vitórias (17 x 16).

Derrota do CSA

Caso perca para o Náutico, o time alagoano não sobe, independentemente de outros resultados.

Copa do Nordeste

Antes do jogo decisivo pela última rodada da Série B, o Azulão tem um desafio pelo Nordestão. CSA e Moto Club fazem nesta terça-feira o jogo de volta pela fase preliminar da competição. A partida está marcada para as 21h30, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

O jogo de ida, no estádio Nhozinho Santos, em São Luís, terminou empatado por 0 a 0. Ninguém tem vantagem. Logo, outro empate no duelo desta terça leva decisão da vaga para os pênaltis.

Foto destaque: Reprodução/Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Alexandre Vieira
Sou Alexandre Vieira, 31 anos, estudante de Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e apaixonado por esporte, principalmente futebol. Quando moleque, sonhava em ser jogador, porém não tive oportunidade. Daí nasceu a paixão pelo jornalismo e a esperança de assim poder ficar famoso, realizar o sonho de me aproximar de ídolos, estádios e cobrir competições históricas. Tenho um senso de humor gigante e sou legal até quando meu time perde.

Artigos Relacionados