O que é a Regra Beckham da MLS?

- Conheça e entenda a Regra Beckham, que virou lei até na Espanha
David Beckham

Alguma vez você já escutou sobre a Regra do Jogador Designado, mais conhecida como Regra Beckham? Se acompanha a MLS muito provavelmente já escutou sobre essa regra. Na liga norte-americana os times tem um Salary Cap (teto salarial) atualmente de US$ 11,6 mi. Sendo assim, os times possuem um limite para gastar com os salários dos jogadores. Atualmente o piso salarial da MLS é de US$ 109 mil por temporada até 2024. Além disso, as equipes podem contar com até 30 jogadores em seu elenco.

REGRA BACKHAM

Por conta da liga possuir um teto salarial, em 2006 foi criado a regra do jogador designado, que posteriormente ficou conhecida como Regra Beckham, por ele ter sido o 1º jogador a ser contratado graças a essa regra. Ela permite que os times inscrevam até três jogadores que seriam considerados fora do seu limite de salário. Além disso, uma parte do salário do jogador é considerado como parte do Salary Cap do time e pago pela liga, o restante é pago pelo dono da equipe.

Veja também

Portanto, raças a essa regra, muitos jogadores de peso puderam se juntar a MLS ao longo desses anos. Dentre eles estão: Landon Donovan (Los Angeles Galaxy), David Villa (New York City FC), (Orlando City), Frank Lampard (New York City FC), Andrea Pirlo (New York City FC), Steven Gerrard (Los Angeles Galaxy), Bastian Schweinsteiger (Chicago Fire), Wayne Rooney (DC United) e Zlatan Ibrahimovic (Los Angeles Galaxy).

LEI NA ESPANHA

Na Espanha, uma lei fiscal também ficou conhecida pelo nome do meio-campista. A Lei Beckham era um benefício fiscal criada pelo governo espanhol em 2005. Ela livrava os trabalhadores estrangeiros, por cinco anos, do imposto de renda, eles pagavam uma alíquota fixa de 24%. Graças a essa lei, as equipes Espanhóis tinham uma grande vantagem na hora de montar seus contratos. Em 2010 houve uma primeira mudança para impedir que os atletas estrangeiros fossem os maiores beneficiados pela lei, impôs uma alíquota de 600 mil € para a utilização mínima dos 24% e quem ganhasse mais que isso estaria sujeito aos 42%, quem em 2012 subiu para 52%. Entretanto, essa mudança só era válida para novos contratos, Messi e Cristiano Ronaldo não tiveram problemas por conta dessa mudança.

Imagem em destaque: Reprodução/ Ringo H.W. Chiu / Associated Press

BetWarrior


Poliesportiva


Marcos Sibinel
Marcos Sibinel
Olá, me chamo Marcos Sibinel, tenho 22 anos e curso jornalismo na Anhembi Morumbi. Nunca tinha pensado em seguir uma carreira como jornalista, mas foi quando cursava Relações Internacionais que percebi que tinha uma vontade de trabalhar com esportes. Fui então pesquisando sobre o curso de jornalismo esportivo que surgiu um grande interesse, além de amar nosso futebol, tenho vontade também de fazer o outro futebol, o americano, crescer ainda mais aqui no Brasil. Foi então que decidi que queria jornalismo esportivo. Twitter: @masibinel / Instagram: @masibinel

Artigos Relacionados

Topo