O morro desceu, mas o Santa não venceu

Na tarde deste domingo (19), em pleno Arruda, com mais de 20 mil torcedores, o Santa Cruz sofreu derrota para a Jacuipense, assim como no jogo de ida, em Riachão do Jacuípe. Assim, fazendo jus ao placar de 2 x 0, a derrota tricolor reacende o alerta sobre o desempenho do clube na competição.

Resumo da partida – Santa Cruz x Jacuipense

Primeiramente, o duelo começou com maior presença do Santa Cruz no ataque da equipe adversária, com finalizações de relativo perigo. No entanto, aos 19′, o Jacuipense marcou o 1º gol, marcado por Thiaguinho, nas costas de Alemão. Mesmo assim, após o gol, o time tricolor continuou em cima, buscando o empate durante toda a etapa inicial.

No entanto, logo aos 6′, após quase um gol contra, o Jacupa fez a favor, com a autoria de Robinho, após grande jogada. Na sequência, na saída de Gilberto, para a entrada de Anderson Ceará, o torcedor presente no Arruda passou a vaiar o técnico Marcelo Martelotte. Em seguida, aos 15′, o primeiro gol coral parou na trave, na cabeçada de Alemão. Com isso, o cenário da etapa inicial se repetiu, do Santa pressionando mesmo após sofrer o gol. Mesmo assim, não deu para a equipe tricolor reagir na partida, com a diminuição de chances de perigo, e o time baiano levou a melhor, dentro de um Arruda com 20 mil torcedores.

Martelotte ressaltou a objetividade do Jacuipense

Assim, em entrevista coletiva pós-jogo, o técnico Marcelo Martelotte enfatizou o melhor aproveitamento do adversário, sendo mais direto na hora de marcar os gols, em momentos pontuais.

“Tivemos mais a bola, tivemos mais oportunidades, mas temos que parabenizar o Jacuipense, que cumpriu bem a sua estratégia, marcou bem o nosso time. A gente sabia que a principal força do adversário era a saída rápida do Thiaguinho. Eles cumpriram bem o plano deles.”

Você já foi à Bahia?! O Santa vai de novo

Na sequência, pela 11ª rodada da Série D, o Santa Cruz vai até Alagoinhas, no interior da Bahia, para enfrentar o Atlético. A princípio, o compromisso será na próxima segunda-feira (27), às 19h30 (horário de Brasília.

Foto destaque: Divulgação/Evelyn Victoria/Santa Cruz

Payciúma Luiz
Quase duas décadas acompanhando futebol me obrigaram a seguir esse caminho. Acabei me apaixonando pela metamorfose ambulante do mundo da bola e fiz disso o meu ofício. 23 anos, estudante de Jornalismo na UNIBRA, setorista do Santa Cruz no FNV, do Venezia no PL Brasil e torcedor do Paysandu Sport Club.

Deixe um comentário