“O Matador de Canindé”: Leandro Amaral completa 43 anos

- Relembre a carreira do goleador da Portuguesa e do Vasco
Leandro Amaral jogando pelo Vasco da Gama VIPCOOM

Nesta quinta-feira (6), a coluna Parabéns ao Craque homenageia Leandro Câmara do Amaral. Conhecido pela versatilidade, o jogador viveu seu melhor momento com as camisas do Vasco e da Portuguesa. Dessa forma, no clube carioca, conquistou a Bola de Prata de melhor atacante, além de contar com a sondagem de várias equipes ao redor do mundo.

PRIMEIROS PASSOS

Leandro chamou atenção desde que foi revelado pela Portuguesa. Assim, os 10 gols no Campeonato Brasileiro de 1997 marcariam os primeiros passos de uma carreira vitoriosa, mas também conturbada. Nos anos seguintes, a vida reservou surpresas para o paulista. Em 1998, Evair completava a dupla de ataque da Lusa ao lado de Leandro. Enquanto isso, Alexandre era um grande suporte no meio-campo do time, que chegou às semifinais do Campeonato Brasileiro e do Paulista.

Partindo para águas internacionais, Leandro viajou para Portugal, a caminho do Porto. Entretanto, o jogador não compareceu à coletiva e mudou a rota. Destino? Itália. Tudo isso em razão da oferta do presidente da Fiorentina, três vezes mais vantajosa, momentos antes da introdução do atacante ao elenco português.

O BOM FILHO À CASA TORNA

Após vestir a amarelinha e representar o Brasil na Copa das Confederações em 2001, Leandro voltaria às terras de origem. Dessa forma, em um período de seis anos, atuou no Sul e no Sudeste do país. Grêmio, São Paulo, Palmeiras, Corinthians, Ituano e Portuguesa foram as casas do jogador. Depois de uma breve passagem pelo Istres, da França, Leandro voltou para Canindé.

Pela Lusa, o paulista alcançou marcas que transformaram-no em ídolo do time. Dessa maneira, Leandro era parte de um elenco que tinha Zé Roberto, Capitão, Rodrigo Fabri e outros atletas responsáveis pela geração de ouro da Lusa. Assim, nesse contexto, o atacante tornou-se o “Matador de Canindé”, devido aos 62 gols em 94 jogos no estádio, que lhe renderam o título de maior artilheiro na história do campo. No total, 105 gols.

TRAJETÓRIA NO GIGANTE DA COLINA

“O atacante Leandro Amaral, que se gaba em dizer que marcou gol em todas as suas estréias por uma nova equipe, passou em branco na sua primeira partida pelo Vasco neste sábado. Parado desde abril, quando disputou o Paulista pela Portuguesa, o experiente jogador entrou no segundo tempo, mas pouco tocou na bola” UOL, 16 de setembro de 2006.

Se engana quem pensa que notícias como essa seriam comuns na jornada de Leandro pelo Vasco da Gama. Assim, em 2007, levou a Bola de Prata de melhor atacante, por conta do bom desempenho no Campeonato Brasileiro daquele ano. Assim, o atleta foi sondado por diversos clubes.

Nesse ínterim, a polêmica ao redor da renovação de contrato no Cruzmaltino se transformou em uma novela. O caso acabou chegando na justiça. Mas, antes que fosse julgado, o jogador conseguiu uma liminar que o desvinculou da equipe. Leandro iria, enfim, para o Fluminense.

No Tricolor das Laranjeiras, balançou as redes quatro vezes em seis jogos, pelo Cariocão de 2008. No entanto, a passagem pelo time durou pouco, uma vez que a anulação da liminar do atacante impediu o próprio de vestir a camisa do Flu.

Entre idas e vindas, a reestreia e a redenção. Assim, no Estádio de São Januário, Leandro marcou um belo e marcante gol contra o Corinthians Alagoano, no dia 7 de maio de 2008. Assim, a torcida atendeu ao pedido de Edmundo e aplaudiu o paulista.

 

LESÕES

Após a queda do Vasco para a Série B, Leandro voltou ao Fluminense. Assim, a princípio, seria reintegrado para reforçar o elenco. Entretanto, uma lesão no joelho direito fez o atleta desfalcar o Tricolor quase todo o ano de 2009, resultando na saída no clube em 2010.

Figurinha fundamental na recuperação do jogador, Zico propôs a Leandro um mês de treinamentos na Gávea. Caso o nível do futebol do atleta retornasse, ele seria contratado pelo Flamengo. Dessa forma, a aprovação do médico José Luiz Runco, o jogador foi apresentado no Rubro-Negro em 3 de agosto de 2010.

Em outubro, depois de quatro jogos, nenhum gol e sem oportunidades na escalação, as partes chegaram a um acordo amigável, pelo qual o atacante decidiu rescindir o contrato com o Flamengo.

Em 2010, aos 33 anos, Leandro optou por encerrar a carreira como jogador de futebol. Assimc atualmente, o craque mora na Flórida, Estados Unidos. Lá, coordena o Florida Krazy Krush, uma equipe de futebol de base em Orlando.

Confira abaixo as marcas de Leandro Amaral no Vasco da Gama. Fonte: NetVasco

AnoJogosGolsVitóriasEmpatesDerrotas
2006127543
20075230241018
2008331410419
9751391840

 

Foto destaque: Reprodução/VIPCOMM

Luma Lane Rodrigues

Sobre Luma Lane Rodrigues

Luma Lane Rodrigues já escreveu 45 posts nesse site..

Meu nome é Luma Lane. Tenho 18 anos, sou da cidade de Barra Mansa, no interior do Rio de Janeiro e estou cursando o segundo período de jornalismo no UBM - Centro Universitário de Barra Mansa. Sempre fui apaixonada na área - em especial no jornalismo esportivo - e entrar para a faculdade me deu ainda mais certeza de que esse é o meu sonho. Gosto bastante de fotografar, ouvir músicas, ler e escrever. Considero o ramo extremamente importante e necessário, pelo contato com o público e por ter a transmissão da verdade como pilar principal. Nesse sentido, meu objetivo é conhecer diferentes culturas, esportes e pessoas, para contribuir de forma cada vez mais eficaz ao mundo. Nesta que é a minha primeira experiência profissional, espero colaborar com meus textos para o crescimento da plataforma, além de aprender com as técnicas do site para evoluir na carreira.

BetWarrior


Poliesportiva


Luma Lane Rodrigues
Luma Lane Rodrigues
Meu nome é Luma Lane. Tenho 18 anos, sou da cidade de Barra Mansa, no interior do Rio de Janeiro e estou cursando o segundo período de jornalismo no UBM - Centro Universitário de Barra Mansa. Sempre fui apaixonada na área - em especial no jornalismo esportivo - e entrar para a faculdade me deu ainda mais certeza de que esse é o meu sonho. Gosto bastante de fotografar, ouvir músicas, ler e escrever. Considero o ramo extremamente importante e necessário, pelo contato com o público e por ter a transmissão da verdade como pilar principal. Nesse sentido, meu objetivo é conhecer diferentes culturas, esportes e pessoas, para contribuir de forma cada vez mais eficaz ao mundo. Nesta que é a minha primeira experiência profissional, espero colaborar com meus textos para o crescimento da plataforma, além de aprender com as técnicas do site para evoluir na carreira.

Artigos Relacionados

Topo