O futebol nos Jogos Olímpicos (Parte I)

O futebol começou a fazer parte dos Jogos Olímpicos em 1908 e é considerado o torneio mundial mais imprevisível. Em 1900 e 1904 a participações eram apenas para exibição.

1908

Os Jogos Olímpicos da era moderna aconteceram em Londres, e tiveram o primeiro torneio de futebol oficial de 14 a 24 de outubro. A organização do evento ficou por conta da federação inglesa de futebol (The Football Association). Apenas oito equipes participaram dessa edição: a França com duas equipes (A e B); Suécia; Países Baixos; Dinamarca; Grã-Bretanha; Hungria; e Boêmia, as duas últimas desistiram da competição antes mesmo de início.

Na semifinal a França A perdeu por 17 a 1 para a Dinamarca, sendo 10 gols de Sophus Nielsen. Depois desse massacre a França abandonou o torneio e a Suécia entrou no lugar para disputar o bronze. A Grã-Bretanha levou o ouro, a Dinamarca com a prata e Países Baixos, o bronze.

1912

A sede Estocolmo, na Suécia, a competição ocorreu entre os dias 29 de junho a 5 de julho. Teve a presença de 11 seleções, todas europeias: Itália; Alemanha; Suécia; Rússia; Finlândia; Grã-Bretanha, Hungria, Dinamarca; Noruega; Países Baixos; e Áustria.

Novamente as medalhas iriam para as mesmas seleções da edição anterior, Grã-Bretanha (ouro), Dinamarca (prata) e Países Baixos (bronze).

1920

O evento aconteceu em Antuérpia, Bélgica, a escolha da cidade foi uma homenagem do Comitê Olímpico Internacional ao país que sofreu durante a Primeira Guerra Mundial e também foi a causa de o evento não acontecer em 1916 que teria como sede Berlim, na Alemanha.

A data da competição foi de 28 de agosto a 5 de setembro e contou com doze equipes: Dinamarca; Espanha; Iugoslávia; Checoslováquia; Itália; Egito; Reino Unido; Noruega; Países Baixos; Luxemburgo; Suécia; e Grécia.

A Bélgica ficou com a medalha de ouro, a Espanha com a prata e Países Baixos com o bronze.

Um fato curioso aconteceu na disputa pelo ouro, a Checoslováquia abandonou o jogo por causa da arbitragem e vitória foi para a seleção belga, por isso, no torneio de consolação foi necessária não apenas para o bronze, mas também para a prata.

1924

A cidade era Paris, França, a competição foi de 25 de maio a 9 de junho. O torneio contou com uma fase preliminar com doze equipes: Itália; Espanha; Turquia; Checoslováquia; Suíça; Lituânia; Estados Unidos; Estônia; Iugoslávia; Uruguai; Hungria; e Polônia.

Na primeira fase foram 16 equipes: Países Baixos; Romênia; França; Letônia; Suíça; Checoslováquia; Bulgária; Irlanda; Itália; Luxemburgo; Suécia; Bélgica; Egito; Hungria; Uruguai; e Estados Unidos.

A medalha de ouro ficou com a seleção uruguaia, a seleção suíça levou a prata e a Suécia, o bronze.

1928

Até 1928 a competição era conhecida como Campeonato Mundial de Futebol, mas dois anos depois a FIFA criaria a Copa do Mundo. Os jogos chegam a Amsterdam, Holanda, entre os dias 27 de maio a 13 de junho ocorreram as partidas entre 16 equipes: Luxemburgo; Suíça; Alemanha; Turquia; Egito; França; Itália; Iugoslávia; Portugal (que disputou a fase preliminar contra o Chile); Espanha; México; Países Baixos; Uruguai; Argentina; e Estados Unidos.

Na sua segunda participação seguida o Uruguai levou o ouro novamente e dois anos depois conquistaria a Copa do Mundo e desde então é conhecida como Celeste Olímpica. A prata ficou com a seleção argentina e o bronze para a Itália.

1932

As Olimpíadas pela primeira vez saíram da Europa e a cidade sede é Los Angeles, Estados Unidos. É construída a primeira vila olímpica. E também pela primeira vez o evento é compactado e passa a ser realizado em duas semanas sem intervalos, o motivo estava relacionado a Grande Depressão (1929).

Nesse ano o futebol foi banido dos jogos, uns alegaram que o esporte não era popular no país e outros dizem que a FIFA não queria competição com a Copa do Mundo, realizada dois anos antes.

Maria Angélica Andrade
Maria Angélica Andrade
Sou Maria Angélica Andrade, moro em São Paulo, tenho 27 anos. Faço Jornalismo e amo esportes em especial futebol. Escrever sobre um esporte tão querido pelos brasileiros é motivo de orgulho e muita responsabilidade.

Artigos Relacionados

Topo