O conto de fadas de Marcus Rashford

Imagine você, isso, você mesmo! Nos seus 18 anos de idade, atingindo a maior idade, alguns saindo da escola ou prestes a terminar. Talvez passe pela sua cabeça coisas do tipo “qual faculdade”, “como entrar no mercado de trabalho”, “quero tirar minha habilitação logo”, coisas que um jovem de 18 anos pensa. Agora imagine você, com 18 anos sendo um postulante ao time principal do Manchester United. Você talvez sonhe em estrear contra um Liverpool, Arsenal ou Chelsea, entrando talvez no segundo tempo e fazendo o gol da vitória, mas a realidade é diferente. Geralmente uma promessa estreia nos minutos finais de um jogo já resolvido ou então em um jogo de copa, onde a equipe sempre põem um time alternativo.

A realidade então vai dando contornos mais dramático para seu ingresso no time principal, o time não se encaixa, um técnico super renomado não consegue acertar nada na temporada, a diretoria é omissa nas contratações, a equipe não vai bem nas competições e para piorar os principais jogadores se lesionam (inclusive os reservas). No seu sonho você pode até se imaginar estreando como titular, mas não com o time em crise e junto com os seus companheiros da base.

O sonho contrastou com a realidade e em uma mistura de conto de fadas com uma difícil realidade de um time desfalcado e conturbado. Eis que Marcus Rashford estreia, convence, faz dois gols e dá a classificação para o United.

No domingo seguinte, depois de todo aquele alvoroço, havia mais um compromisso, o clássico contra o Arsenal. Um dos melhores elencos da Inglaterra, contra o mesmo United desfalcado e ainda com os garotos. A dúvida era se a mesma ousadia e vontade vista na quinta, seria repetida no clássico. As expectativas aconteceram! Talvez o jogo com mais vibração de Loui Van Gaal no banco do Manchester United, os jogadores entraram com vontade, querendo mostrar serviço. Rashford, criado e torcedor assumido dos “red devils”, se posicionou como um experiente e em duas oportunidades guardou a bola na rede, além de ter tido toda paciência em um contra-ataque para dar o passe no gol de Ander Herrera. Assim como o atacante, o time de jovens vem surpreendendo, já que as contratações não vem vingando e as críticas sobre o marasmo da diretoria no mercado aumentam, os garotos ao menos mostram que a base vem fazendo um trabalho excelente e dão esperança aos torcedores para as próximas temporadas.

As estatísticas são impressionantes, 4 gols, 1 assistência e 2 jogos, números de uma promessa, futuro craque. Se há uma semana atrás ninguém nem sabia quem era Marcus Rashford, na segunda-feira, dia 29 de fevereiro, a camisa 39 será requisitada na loja do United . Quando tudo parecia ir contra um sonho de uma vida inteira, o jovem Rashford foi às nuvens, fez o sonho virar a realidade idealizada

Avatar

Sobre Paulo Henrique Pimentel

Paulo Henrique Pimentel já escreveu 4 posts nesse site..

Sou amante do futebol europeu e defendo que um brasileiro pode sim chamar um clube de fora de "meu". Sou estudante de Administração, mas já fui estudante de Jornalismo. O fim de semana perfeito pra mim se resume em, TV, cerveja e um bom futebol. É, esse sou eu, não leiam muito sobre mim, sou chato, leiam o que eu vejo apenas, pois isso sim é incrível.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Paulo Henrique Pimentel
Sou amante do futebol europeu e defendo que um brasileiro pode sim chamar um clube de fora de "meu". Sou estudante de Administração, mas já fui estudante de Jornalismo. O fim de semana perfeito pra mim se resume em, TV, cerveja e um bom futebol. É, esse sou eu, não leiam muito sobre mim, sou chato, leiam o que eu vejo apenas, pois isso sim é incrível.

    Artigos Relacionados

    Topo