O caos no Barcelona parte 2: Bartomeu é alvo de dirigentes e Messi nega saída

- Seis dirigentes do clube pediram demissão nesta sexta-feira
Bartomeu e Messi juntos - Barcelona

Sob quarentena em Barcelona, Lionel Messi usou os stories do Instagram para negar notícias envolvendo seu nome pelo mundo. A primeira surgiu afirmando que o craque argentino teria pago a fiança de Ronaldinho Gaúcho, que deixou a prisão no Paraguai nesta semana. A segunda foi referente uma possível transferência, que por sinal é surreal, rumo ao Newell's Old Boys, além de uma suposta negociação com a Inter de Milão. Para piorar, há mais problemas internos no clube espanhol em menos de dois meses envolvendo Bartomeu e companhia.

Em uma única postagem em seu storie, Messi usou a hastagfakenews' e ‘mentira nº1 e nº2‘ sobre seu nome vínculo a Ronaldinho, Newell's e Inter de Milão. Todas essas notícias foram publicadas pelo Twitter da emissora ‘TNT Sports‘. Por outro lado, o jornal ‘Sport', afirmou que o argentino está impaciente com notícias em que o mesmo nega serem verdadeiras. incluindo também, os ataques promovidos por ”robôs” nas redes sociais que teriam sido contratados por Josep Maria Bartomeu, o que voltou à nas últimas horas com seis diretores da equipe pedindo demissão.

O posicionamento de Messi sobre notícias envolvendo seu nome

MAIS PROBLEMAS NO BARCELONA

Nesta sexta-feira (10), seis diretores do Barcelona renunciaram seus respectivos cargos, criticando a forma como o clube lidou com a situação de momento. Dois dos quatro vice-presidentes, Emili Rousaud e Enrique Tombas, estão entre os que deixaram o clube. Acompanhados pelos diretores Silvio Elias, Josep Pont, Jordi Calsamiglia e Maria Texidor. Em carta para os cúles, o alvo foi Bartomeu, presidente do clube, onde expressaram dúvidas sobre a capacidade conselho em lidar com implicações durante a pandemia.

Bartomeu é reeleito e não pode se candidatar na próxima eleição em 2021. Dessa forma, também foi lhe questionado a razão do por quê ainda não convocou as eleições presenciais. Além de ter contratado, no início deste ano, os serviços da I3 Ventures, empresa para monitorar a cobertura das redes sociais do Barça. Contudo, o atual presidente negou as acusações de que a empresa criou contas no Twitter, mas o mesmo rescindiu o contrato do clube com a empresa, que negou também alguma irregularidade.

Por fim, em nota oficial, o clube nega todas as acusações prometendo processas os dirigentes. “O FC Barcelona nega categoricamente qualquer ação que possa ser classificada como corrupção e, portanto, reserva-se o direito de ação penal que possa corresponder“.

https://twitter.com/FCBarcelona_es/status/1248590316166418433

BetWarrior


Poliesportiva


Thiago Lopes
Thiago Lopes
Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

Artigos Relacionados

Topo