Goiás anuncia nova tecnologia para prevenir lesões

O calendário apertado do Campeonato Brasileiro Série B ocasionou um desgaste muito grande no elenco do Goiás. Nesse sentido, Marcelo Cabo não pode contar com alguns de seus principais atletas. O motivo? Lesões! Dessa forma, a diretoria alviverde anunciou uma novidade para resolver esse problema.

QUAL O NOME E COMO ELE DETECTARÁ AS LESÕES NO GOIÁS?

Para auxiliar na rápida recuperação e prevenir de futuras lesões, o Departamento Médico do clube adquiriu uma nova ferramenta. Trata-se de um software, com o nome de Apollo. Através de exames termográficos, ele avalia as cargas musculares dos atletas.

COMO ELE FUNCIONA?

O software realiza um mapeamento térmico dos jogadores, da emissão de calor corporal. Assim, ao longo do seu histórico, é possível saber quais variações de temperatura podem influenciar em seu esforço físico, uma adaptação de treino ou até um foco de lesão. Além disso, especificamente no futebol, a tecnologia fornece um mapa do nível de desgastes e recuperação de cada atleta.

A OPINIÃO DE UM ESPECIALISTA

O professor Leandro Campos, do Goiás, falou sobre as diferentes ondas de calor e como elas podem influenciar no desempenho dos jogadores:

“Temos usado esta ferramenta avaliativa da Apollo, principalmente após as partidas. Como uma forma de ajudar no processo de recuperação dos atletas e confrontamos com outros dados da fisiologia. Como o marcador bioquímico do CK e a avaliação do PSE, observando a mancha de calor da Termografia realizamos um comparativo. E assim, em conjunto com a comissão, tomamos as decisões de acordo com cada caso específico”, revelou Leandro Campos. 

CONFIRA IMAGENS DO SOFTWARE APOLLO

Goiás anuncia nova tecnologia para prevenir lesões
Foto destaque: Divulgação/ Futebol na Veia

QUANDO O GOIÁS ENTRA EM CAMPO?

Por fim, o Esmeraldino enfrenta o Náutico nesta terça-feira (5), às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio dos Aflitos. Em suma, em caso de vitória dos goianos e tropeço de outras equipes, o Verdão pode reassumir a vice-liderança da competição.

Foto destaque: Reprodução/ Goiás EC

André Merice
A paixão pelo esporte me fez escolher a profissão. A experiência como atleta não foi como o esperado. Então, procurei algo em que me encaixasse. E o Jornalismo foi a primeira opção! Falar já é bom, quando o assunto é futebol, se torna melhor ainda.