No Uruguai, vinte clubes e entidades cederam instalações para moradores de rua

- Ação foi feita por clubes da primeira e segunda divisão, pelo futebol amador e pela Mutual
Uruguai

Devido ao Covid-19, cada dia mais clubes, instituições e organizações uruguaias emprestam sua infraestrutura para servir de moradia para pessoas em situações precárias e moradores de rua. Assim, tal ação vem sendo impulsionada pelo Mides (Ministério de Desenvolvimento Social do Uruguai).

Diante disso, o presidente da Associação Uruguaia de Futebol, Ignacio Alonso, divulgou a lista daqueles que tomaram as providências por meio da AUF para ingressar desinteressadamente no sistema, incluindo clubes da primeira e segunda divisão, futebol amador e muito mais.

A Mutual, que é um sindicato que tem como objetivo garantir a melhoria social e esportiva dos jogadores profissionais, também aparece contribuindo para tenta ajudar nessas situações críticas de pandemia.

Além disso, a Prefeitura de Montevidéu, a AUF e a União de Rúgbi do Uruguai (URU), também formaram parceira para usar o Estádio Charrúa, que já está pronto para abrigar pessoas. “Atendendo à solicitação da Secretaria Nacional de Esportes (SND) e do Ministério do Desenvolvimento Social (MIDES), a URU facilita suas instalações para receber pessoas na rua neste momento difícil em que nosso país está passando pela emergência de saúde causada devido à pandemia do coronavírus”, anunciou a URU.

Como resultado, os clubes e organizações que ofereceram infraestrutura para moradores de rua são:

River Plate; Montevideo Wanderers; Atenas; El Tanque Sisley; Rentistas; Peñarol; Villa Española; Potencia; Nacional; Plaza Colonia; Huracán Paso de la Arena; Deportivo Maldonado; Huracán Buceo; Fénix; Rampla Juniors; Defensor Sporting; Danubio; Difa; Mutual; Estádio Centenário.

Foto: Reprodução: FocoUy/FutbolUy

BetWarrior


Poliesportiva


Henrique Castro
Henrique Castro
Tenho 20 anos e estudo jornalismo. Na Copa do Mundo de 2006, quando tinha 6 anos, comecei a me interessar por futebol e desde então, o encanto pelo esporte só aumentou. Tal interesse, que fez crescer a vontade de seguir uma carreira no jornalismo esportivo, apareceu em meados de 2013 e desde então se tornou um sonho para mim. Sou apaixonado pelo Santos Futebol Clube e também sou torcedor do Philadelphia 76ers, na NBA. Também tenho um interesse enorme em assistir futebol de qualquer lugar do mundo e gosto de acompanhar ligas mais alternativas, principalmente do leste europeu.

    Artigos Relacionados

    Topo