A fila de pessoas que aguardam, em todo o Brasil, por um órgão vem aumentando e já chega a 50 mil. Entretanto, o número assusta, mas não tanto quanto o número de óbitos de pacientes que aguardam por algum tipo de transplante chega a aproximadamente 2,5 mil por ano.

Dessa forma, o Juventude pensando nestes números e cumprindo a função social, o clube vestiu o uniforme e entrou em campo para falar da “doação de órgãos”. No entanto, afim de chamar a atenção do público para este tema extremamente importante e que entra em pauta através do “Setembro Verde”, o clube usou um forte e significativo elemento do mundo do futebol: a rivalidade.

JUVENTUDE: SETEMBRO VERDE E O ‘JOGO DA VIDA'

Durante todo o mês de setembro, torcedores de qualquer time poderão levar suas camisas ao estádio Alfredo Jaconi e aplicar, gratuitamente, um selo personalizado com a frase: “SOU DOADOR DE ÓRGÃOS”.

A ação foi desenvolvida após muita pesquisa. O Departamento de Comunicação e Marketing do Juventude conversou com especialistas, médicos, ONG’s, secretarias municipais e diversas outras entidades, chegando a uma conclusão: as famílias dificilmente são avisadas sobre o desejo do ente em ser doador. Por isso, o Juventude decidiu usar as camisas de futebol para que esta mensagem chegue de forma clara e direta aos mais próximos.

E para divulgar a campanha, o Esporte Clube Juventude lançou o vídeo “O jogo da vida”, que exibe duas histórias com desfechos opostos, justamente para que o público perceba a importância da doação de órgãos. Guilherme Menezes contou sua história explicando a felicidade de ter recebido um rim no ano de 2015, interrompendo quatro anos de espera e longas sessões de diálise. Já Patrícia Schroeber contou a história do irmão Paulo, que faleceu em 2014 na fila de espera por um coração. Ainda assim, como um de seus últimos desejos, doou seus órgãos para que outras vidas fossem salvas em um gesto de absoluta generosidade.

Patrícia, torcedora do Juventude e Guilherme, torcedor do Grêmio, não falam de futebol ao longo do vídeo, mas vestem as camisas de seus times de coração justamente para dizerem que “no jogo da vida, não importa a camisa que você veste”. Esta é a forma que o Juventude escolheu para abordar o tema e relembrar ao público a importância de dizer aos amigos e familiares: “EU SOU DOADOR”.

As camisas de jogo do Juventude, para a partida diante do Corinthians, nesta terça-feira, dia 7, estarão com os selos de doadores de órgãos, igual ao da campanha, que poderá ser colocado pelos torcedores de qualquer time, em qualquer camisa levada ao Estádio Alfredo Jaconi.

Redação FNV