Menos de um ano após fraturar quinto metatarso do pé direito, que quase o tirou da , o atacante Neymar sofreu uma lesão parecida no jogo do Paris Saint-Germain contra o Strasbourg, em que o craque precisou ser substituído. Segundo o jornal francês Le Parisien, exames de imagem constataram uma linha de fratura na região e uma nova cirurgia não está descartada, fazendo com que o craque perca o primeiro jogo da Champions.

Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira, ajudará jogador e PSG a tomarem uma decisão sobre qual procedimento adotar para tratar o problema. O profissional, responsável pela primeira operação de Neymar no local, realizada em fevereiro do último ano, viaja nesta segunda-feira (28) para Paris a fim de opinar sobre qual será o melhor método de recuperação. Nesse domingo (27), Tite já havia visitado o atleta antes de presenciar a vitória do clube parisiense sobre o Rennes pelo Campeonato Francês.

Na quarta-feira (23), o jogador passou por uma primeira avaliação médica,  logo após o triunfo do PSG sobre o Strasbourg pela Copa da França, partida em que deixou o campo no início da etapa complementar e foi direto para o Hospital. Em comunicado no mesmo dia, o PSG confirmou “a reativação das dores no quinto metatarso do pé direito”, afirmou que os “próximos dias seriam fundamentais para saber a gravidade da contusão” e não descartou uma intervenção cirúrgica.

Com a lesão, Neymar já foi praticamente descartado pelo técnico Thomas Tuchel para o duelo decisivo da equipe diante do Manchester United, válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, dia 12 de fevereiro.

“Neymar não jogará (diante do United). É complicado, claro. Mas como disse ontem é muito cedo para avaliar gravidade. Essa semana será importante e enquanto isso temos que buscar nossas soluções”, afirmou o treinador ao Canal Plus.

Outras lesões

Ao todo, o craque brasileiro já sofreu 17 lesões desde que chegou à Europa. O jogador perdeu, ao todo, 52 jogos no departamento médico, dos quais 23 foram pelo Barcelona, 25 pelo PSG e quatro na Seleção. O 7×1 para a Alemanha e os 3×0 para a Holanda, na Copa do Mundo de 2014, foram disputados sem Neymar.

Reuters

Mesmo com várias fraturas, em seus quase 10 anos de carreira, Neymar nunca ficou longos períodos afastado dos gramados. O jogador possui uma força física que é elogiada por quem trabalha com ele. Como disse o preparador físico da seleção brasileira, Fábio Mahseredjian.

“Ele é um atleta que se cuida. Segundo, ele não tem problema de engordar, não adquire peso com facilidade. Terceiro, ele é jovem e tem uma vontade enorme, adora jogar futebol. Tudo isso facilita muito”, confirmou  Mahseredjian, ao Jornal Nacional da Rede Globo, após a lesão sofrida pelo craque em 2018.

Quarta lesão no pé direito

Não é a primeira, e nem a segunda, vez que o atacante brasileiro fratura o pé direito. Ao todo, foram quatro complicações que o craque teve no local entre 2014 e 2018.

Em janeiro de 2014, na sua primeira temporada no Barcelona, ele sofreu uma entorse nos tendões peroneais do tornozelo direito e desfalcou o time catalão por oito jogos. Já em setembro de 2017, um problema na região o retirou do confronto contra o Montpellier, pela sétima rodada do Campeonato Francês.

https://twitter.com/neymarjr/status/1088576820155465728

Iago Almeida
Iago de Almeida Silva. Nasci em Seritinga, interior de Minas Gerais, e moro em Varginha, também em Minas. 26 anos. Formado em Jornalismo pelo Centro Universitário do Sul de Minas - UNIS. Quando pequeno, queria aparecer em câmeras; na faculdade, conheci as áreas que envolvem a profissão escolhida; formado, não recuso e não tenho medo de desafios; e, acima de tudo, amo as palavras e o amplo conhecimento por trás delas. Uma frase que me motiva: "O futuro não se encaixa nos contentores do passado" - Rishad Tobaccowala".

Artigos Relacionados