Neymar da Silva Santos Júnior, ou simplesmente Neymar, na camisa Neymar Jr, para os íntimos Ney, para os torcedores apaixonados, menino Ney. E é exatamente disso que se trata essa estrela brasileira que veste a 10: um menino. Neymar tem apenas 26 anos de idade e carrega consigo a pressão de ser a estrela maior da camisa mais importante do futebol mundial, a da Seleção Brasileira.

(Reprodução/FIFA)

Toda a pressão é em cima deste garoto. A carreira sólida que o jovem tem, com apenas essa idade, é IMPRESSIONANTE. E as dúvidas e críticas sempre o acompanharam desde que debutou no futebol.

  • “Ah, mas no profissional é diferente”
  • “Ah, quero ver ganhar um título”
  • “Ah, Paulista é fácil, quero ver um campeonato nacional”
  • “Ah, Copa do Brasil é fácil, quero ver ganhar Libertadores”
  • “Ah, brilhar na Libertadores e no Santos é fácil, quero ver no Europa”
  • “Ah, brilhar no timaço do Barça é fácil, quero ver ganhar Champions”
  • “Ah, Champions League no Barça é fácil, quero ver título inédito com a Seleção”
  • “Ah, Olimpíadas inédita não é nada, quero ver ganhar Copa do Mundo”

E as críticas não param. É a roupa que veste, o comercial que faz, o cabelo que muda, o namoro com a famosa, o dinheiro que tem e por ai vai. Quando não tem mais o que reclamar, ele não joga mais nada.

(Reprodução/Adeptos de Bancada)

Temos que entender que Neymar ficou três meses sem jogar, se recuperando de uma fissura no quinto metatarso do pé direito. Mesmo indo bem nos amistosos pré-Copa, o jovem ainda não está com a mesma confiança, não arrisca os mesmos dribles e jogadas, erra mais que o de costume e isso é normal, ele está VOLTANDO. E aos que dizem: “Se não está 100% tira!”, é aí que entra o fator GENIALIDADE. A seleção tem muitos bons jogadores, alguns acima da média, outros craques, mas NENHUM SE COMPARA A NEYMAR!

Até mesmo Coutinho, que vem sendo o principal jogador da Seleção Brasileira na Copa, não é gênio. Neymar pode tirar um coelho da cartola a qualquer momento. É o típico jogador que precisa de segundos para decidir uma partida, ou vocês não se lembram do jogo Barcelona 6 x 1 Paris Saint-Germain onde o então camisa 11 do Barça reinou absoluto?

(Reprodução/Getty Images)

aqui.

Brasileiro anda carente de ídolos e quando surge um, que é jovem, vive a vida como bem entende, festas, carros, amigos, games, viagens e, é claro, uma vida pública nas redes sociais (assim como todo jovem), o MARTELAMOS, XINGAMOS e CRITICAMOS AO EXTREMO CADA ATITUDE. Vale ressaltar que é o único ídolo da “era moderna” (referindo-se a redes sociais) a ter este advento (internet) como NUNCA SE OMITE EM UMA PARTIDA. Pode ser caçado em campo, ficar bravo, tomar cartão por reclamação, mas você pode ver eu seu rosto, em seu semblante, que está nervoso, revoltado com a não marcação de uma falta ou o erro de si mesmo ou algum companheiro. NEYMAR É SER-HUMANO JOVEM PASSÍVEL DE ERRO.

Neymar chora pela vitória e superação após vencer a Costa Rica por 2 x 0 (Reprodução/Gabriel Bouys/AFP)

Antes de criticar, se coloque na pele de um menino que saiu da pobreza para deslumbrar o mundo que sempre sonhou e, de repente, é o JOGADOR MAIS CARO DA HISTÓRIA E VESTINDO A CAMISA MAIS PESADA DO MUNDO. Pouca pressão, né?! E pense ainda que TODOS SABEM DO SEU POTENCIAL, MAS INSISTEM EM CRITICAR, PRECISANDO QUE PROVE A CADA SEU VALOR NOVAMENTE. Difícil, não?! E como é que o cara responde a “turma do amendoim”, os “corneteiros”, os “críticos de plantão” e a “mídia falastrona”? Jogando bola! Marcando gol no último minuto do jogo para lavar a alma, limpar o choro preso na garganta numa partida onde o limite mental fora testado e gritar para o mundo ouvir o alívio que foi. E, após um jogo duro, brigado, acirrado, disputado, sofrido e todos os sinônimos possíveis de difícil, o menino simplesmente chora. Um choro de exaustão física e mental, de alegria por ter vencido um jogo, colocar a pressão de lado e seguir no caminho do hexa.

https://www.instagram.com/p/BkVQ23eAT8W/?utm_source=ig_share_sheet&igshid=ggq0j8qcr8rc

OPINIÃO

Após o fim da transmissão, vem a mídia e as redes sociais dizer que O CHORO É FALSO! Poupe o garoto de tantas críticas. Deixe o menino trabalhar, deixe que se diverta como jovem que é e ele corresponderá dentro das quatro linhas. Neymar sabe o caminho do gol, da glória e dos títulos. VAMOS APOIAR O NOSSO ÍDOLO E ELE NÃO NOS DECEPCIONARÁ! Economizemos no “mi-mi-mi” que veremos mais “ha-ha-ha” de felicidade pelos trunfos brasileiros. É fácil ser crítico, difícil é olhar para o ao redor da situação e tentar entender o garoto. Pode ser que o título não venha, normal, futebol/esporte é assim. Mas dizer que Neymar não joga nada, que não tenta e etc, é uma opinião que não tem o direito de ter.

(Divulgação/Rafael Ribeiro/CBF)

#VaiPraCimaDelesNeymar
#ApertaOPlayNeymar
#RumoAoHexa
#VaiNeymar
#VaiBrasil

Avatar
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://bit.ly/EricFilardi

Artigos Relacionados