“não deixar subir para a cabeça” meia Daniel comenta liderança da equipe

Camisa 10 tricolor, o meia Daniel foi alvo de entrevista no CT Evaristo de Macedo, nesta quinta-feira (28). Nesse sentido, na liderança do Campeonato Brasileiro, com 10 pontos, o Bahia encara o Ituano, em Itu, interior de São Paulo. Que acontece às 21h30 (horário de Brasília), nesta sexta-feira (29). Então, Danielzinho comentou sobre o momento que o Bahia vive e também, sobre essa primeira colocação, muito importante para às pretensões do ECB.

Entrevista de Daniel

Muito bom esse momento da liderança, começar campeonato tão bem assim. Ainda mais nós que começamos o campeonato com desconfiança. É manter o foco, saber o que passou, como foi ruim, e não deixar subir para a cabeça – afirma Daniel.

Em resumo, continuou falando sobre a partida desta sexta-feira (29). Galo rubro-negro, carinhosamente chamado pelo torcedor, o Ituano está em 9° lugar na Série B, com cinco pontos. Ou seja, em caso de vitória, o clube pode até passar o tricolor da boa terra. Daniel acredita em um jogo complicado, entretanto, também afirma que vão tentar alcançar um bom resultado longe de Salvador. Em síntese, joga para tentar manter a boa fase.

Vai ser mais um jogo muito difícil. Não tem jogo fácil na Série B. Quando vai jogar fora de casa, fica ainda mais difícil. E, como somos líderes, os outros times já irão entrar com mais vontade naturalmente. Todo mundo quer mostrar contra a gente. Temos que estar preparados, colocar mais vontade para manter na liderança – afirma.

Responsável por criar jogadas no esquadrão, começou atuando como 10 nas categorias. Todavia, foi colocado numa posição mais recuada ao longo de sua carreira. Já adaptado nessa nova função, Daniel exaltou o bom momento em que vive, jogando mais adiantado.

Muito feliz. Minha posição desde que comecei a jogar a futebol. Sempre joguei assim na base. No profissional, acabei ficando mais distante dessa posição. E agora poder estar voltando nesse momento importante para o clube, espero continuar correspondendo e cada vez mais melhor. Muito feliz e espero continuar assim.

Foto Destaque: Felipe Oliveira/ EC Bahia

 

 

Caio Santos
Jornalista Esportivo, 23 anos, apaixonado por esportes. Na minha carreira, almejo ser comentarista de futebol e o meu maior sonho é cobrir uma Copa do Mundo.