Crespo e Muricy Ramalho

Muricy Ramalho defendeu a permanência de Hernán Crespo no comando do São Paulo. O coordenador técnico elogiou o treinador e a atuação do time contra o Santos. Em entrevista à TNT Sports, o ídolo da torcida deixou claro que a equipe “brigou o tempo todo” e bancou o técnico argentino.

“O time foi muito mais forte no jogo passado, foi para cima, correu um pouco de risco, mas é natural, criou oportunidades. […] O que a gente quer e o que passamos para os jogadores e treinador é que o torcedor do São Paulo gosta de ver o que viu no jogo passado, um time que briga. Os caras brigaram o tempo todo”, disse Muricy Ramalho.

A princípio, o São Paulo empatou com o Santos, em casa. Dessa forma, o time estagnou no setor inferior da tabela e parte da torcida pediu a demissão do treinador. Então, Muricy Ramalho fez questão de enaltecer o trabalho de Crespo. Além disso, pediu paciência ao torcedor, pois o argentino ainda está se adaptando ao futebol brasileiro.

“Eu estou lá para ver o trabalho de todo mundo, do treinador aos jogadores. Só que a gente tem que ter no futebol paciência. Temos que dar tempo ao treinador, que é um treinador que vem de outro país, não conhece e ainda está com dificuldade para conhecer nosso futebol brasileiro, porque é uma loucura. O Crespo ainda está conhecendo, por mais que eu explique para ele, porque às vezes ele não entende”, afirmou o coordenador técnico.

Em suma, o Presidente Júlio Casares confia no que diz Muricy Ramalho. Afinal, ele é o responsável por esse tipo de assunto dentro do clube. Portanto, a ideia é dar seguimento ao projeto e focar na classificação à Libertadores.

Foto Destaque: Divulgação/Erico Leonan/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.

Deixe um comentário