Mundial de Clubes 2021 é confirmado para China

Em reunião do conselho realizada na manhã desta quinta-feira, a Fifa, por meio do presidente Gianni Infantino, confirmou que o participantes. Assim, em comunicado, o mandatário do futebol mundial, ressaltou a importância do torneio, dizendo que:

“O novo torneio será uma competição que qualquer um que ama futebol, está ansioso por ver. É a primeira Copa do Mundo real e verdadeira onde os melhores clubes competirão”.

Quando acontece a competição?

O certame será realizado entre os meses de junho e julho, substituindo a antiga Copa das Confederações, que era realizada no mesmo período. Vale lembrar que, os planos do “novo Mundial” é um desejo antigo, que foi aprovado em outra reunião no começo do ano. Outro ponto a se ressaltar é que, as competições no formato habitual, continuará em 2019 e 2020, todas no Catar, com a final acontecendo em Doha.

Futebol feminino em evidência

No mesmo compromisso, foi acordado mais investimentos no futebol praticado entre as mulheres. Assim, o conselho divulgou aumento de R$ 4 bilhões nos próximos quatro anos. Dessa forma, a entidade aumentou os investimentos previstos para a modalidade, em cerca de R$ 500 milhões.

Mundial sub-20 com nova sede

Por fim, a reunião também serviu para anunciar os anfitriões de outros torneios importantes realizados pela Fifa em 2021. A Indonésia será palco de mais um Mundial sub-20. Já o sub-17, será realizado no Peru, e a Rússia receberá o torneio de Futebol de Praia.

Avatar
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados