Morre Sigi Schmid, lendário treinador nos Estados Unidos

O dia de natal não foi dos mais agradáveis para os amantes da MLS. Na última terça-feira (25), Sigi Schmid faleceu em decorrência de problemas no coração. Ele estava internado no UCLA Medical Center, há três semanas, a espera de um coração para transplante, porém não resistiu.

Em comunicado a imprensa, a família do lendário treinador se demonstrou muito triste com a perda de quem era um dos seus alicerces:

“A nossa família está profundamente triste com sua morte e lamenta a perda de um marido maravilhoso, pai, líder e mentor”

O mandatário da MLS, Don Garber, disse estar devastado com a morte do histórico treinador e que ele era uma das principais figuras da história da liga. Sigi Schmid conquistou por duas vezes o prêmio de , em 1999 e 2008 e era considerado um grande caça-talentos.

Schmid era alemão, mas muito cedo veio aos Estados Unidos, mais precisamente com quatro anos. Ele detém o recorde de vitórias da MLS, com 266 conquistas, em quase 20 anos defendendo clubes da liga, e foram três: Columbus Crew, Seattle Sounders e Los Angeles Galaxy, em todos eles chegou a se sagrar campeão. No time de Columbia, conquistou um título da liga, assim como nos Galáticos, já na equipe da capital, foram quatro conquistas de US Open Cup, a copa dos Estados Unidos.

Sigi Schmid comandando o Seattle Sounders (Reprodução/Internet).

Ele também treinou por duas oportunidades a seleção sub-20 americana nos mundias de 1999 e 2005, da categoria. Na primeira oportunidade, a equipe que tinha Tim Howard e Bocanegra, chegou até as oitavas de final, sendo derrotados pela Espanha de Xavi e Casillas.

Na outra chance, também fez uma boa primeira fase, inclusive derrotando a Argentina, de Lionel Messi, que acabaria campeã na sequência. Os americanos encontraram nas oitavas a Itália, e acabou sendo eliminados novamente, após uma excelente partida de Grazziano Pellé, auxiliado por Nocerino.

Gol de Chade Barrett contra a Argentina de Lionel Messi na Copa do Mundo Sub-20 de 2005 (Reprodução/Reuters)

As homenagens a Sigi Schmid foram muitas, mas ainda foram apenas um pouquinho do que ele merecia, por tanto tempo visando a melhoria do soccer.

https://twitter.com/landondonovan/status/1078136639967309824

Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva e sou de Altamira no Pará. Pós-graduado na área de Letras, mas a paixão mesmo é o futebol e o jornalismo, tenho como ídolos ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning e Vitor Sérgio Rodrigues. Sou deficiente físico, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, Enfim! Sonho em fazer um passo a cada dia, um melhor do que o outro.

Artigos Relacionados