Moral baixa: Boca Juniors tenta se reerguer

- O Xeneize enfrenta o Colón, em La Bombonera, com time alternativo; Mais três jogos completam a agenda deste domingo

Com moral baixa, Boca Juniors tenta se reerguer diante do Colón, em La Bombonera, pela sétima rodada da Superliga Argentina de Futebol. A equipe Xeneize vem de eliminação na Copa Argentina e derrota no superclássico contra o River, e precisa vencer para não correr risco de sair do G9. Mais três jogos completam a agenda deste domingo. Confira as principais informações!

Superliga Argentina – 7ª rodada

30/09 – DOMINGO

Patronato x Talleres – 13h15

Lanterna da Superliga, o Patronato recebe o Talleres, no estádio Presbítero Bartolomé Grella, em Paraná, na província de Entre Ríos. O clube rubro-negro tem apenas um ponto somado em seis jogos disputados, e precisa reagir o quanto antes para não se complicar no promédio.

Novo treinador

Mario Sciacqua é o novo técnico do Patron. A diretoria anunciou a troca no domingo passado. O ex-comandante do Olimpo entrou no lugar de Juan Pablo Pumpido, que pediu demissão. Em sua primeira coletiva de imprensa, Sciacqua disse que o clube tem chances de escapar do rebaixamento. “Temos pressão por estar brigando em baixo no promédio, mas não estamos liquidados. Vejo que eles (jogadores) têm nojo e raiva de estarem nessa situação, porém vamos canalizar isso para sair”.

Provável escalação do Patronato: S. Bértoli; L. Geminiani, W. Andrade, A. Sandona e N. Pantaleone; D. Lemos, M. Sperduti, G. Carabajal e L. Comas; N. Royón e E. Rescaldani.

Com a mira no G9

Num momento inconsistente, o Talleres busca encostar entre os nove primeiros que se classificam para a Sul-Americana de 2020. La T está na 16ª colocação, com 7 pontos, e tenta conseguir a sua segunda vitória como visitante. O técnico Juan Pablo Vojvoda realizará duas alterações no time: Javier Gandolfi entra no lugar de Carlos Quintana; e Gonzalo Maroni, que estava suspenso, substitui Joel Soñora.

Provável escalação do Talleres: G. Herrera; L. Godoy, M. Araujo, J. Gandolfi e F. Medina; A. Cubas ou T. Pochettino, P. Guiñazú e J. Ramírez; N. Bustos, J. Arias e G. Maroni.

Confira o histórico do confronto entre Patronato e Talleres.

Unión x Gimnasia – 15h30

Em confronto direto por vaga no G9, Unión duela contra o Gimnasia, no estádio 15 de abril, em Santa Fé. Invicto em casa, el Tatengue está na 10ª colocação, com nove pontos, e vai com tudo para cima dos platenses.

O técnico Leonardo Madelón utiliza o esquema 4-4-2 e gosta de jogar, diante da torcida, impondo pressão ao adversário desde o início da partida. A única alteração no time que perdeu para o Racing por 1 a 0 é a entrada do atacante Franco Troyansky no lugar do meia Iriondo.

Provável escalação do Unión: Nereo Fernández; Damián Martínez, Yeimar Gómez Andrade, Jonathan Bottinelli e Bruno Pittón; Diego Zabala, Nelson Acevedo, Mauro Pittón e Franco Fragapane; Franco Troyansky e Franco Soldano.

De olho no promédio

O Gimnasia está na 11ª colocação, com 8 pontos, e, assim como o Unión, mira o G9. No entanto, há uma preocupação maior para el Lobo: o promédio. Com 1.238 pontos na tabela de descenso, os platenses já estão em alerta para não se enrolar no final da competição e para não correr o risco de cair.

Moral lá em cima

El Lobo eliminou o Boca Juniors, nas oitavas de final, da Copa Argentina. A equipe comandada pelo técnico Pedro Troglio venceu os xeneizes por 1 a 0, garantindo a classificação para as quartas contra o Central Córdoba.

https://twitter.com/gimnasiaoficial/status/1046384328442355712

Provável escalação do Gimnasia: Alexis Martín Arias; Facundo Oreja, Maximiliano Coronel, Gonzalo Piovi e Matías Melluso; Ezequiel Bonifacio, Fabián Rinaudo, Lorenzo Faravelli e Horacio Tijanovic; Santiago Silva e Mauro Guevgeozián.

Confira o histórico do confronto entre Unión e Gimnasia.

Belgrano x Huracán – 17h45

Com o objetivo de se firmar no G4, o embalado Huracán visita o Belgrano, no estádio el Gigante de Alberdi, em Córdoba. El Globo está na quinta colocação, com 11 pontos, e pode ultrapassar o River, que é o terceiro (13). O técnico Gustavo Alfaro fez apenas uma modificação, entrando o lateral esquerdo W. Pérez no lugar de C. Araujo.

Provável escalação do Huracán: M. Díaz; C. Chimino, S. Salcedo, F. Mancinelli e W. Pérez; C. Auzqui, I. Damonte, I. Rossi e A. Roa; L. Gamba e A. Chávez.

Rei dos empates  

Com quatro empates em seis jogos, o Belgrano é o 17º colocado, com sete pontos. El Pirata busca o seu segundo triunfo na Superliga, mirando o G9. A única vitória dos cordobenses foi o 2 a 1 em cima do Estudiantes, em casa. Alerta para o descenso O Belgrano é o primeiro fora da zona de rebaixamento nos promédios. O time celeste tem 1.158 pontos. O técnico Lucas Bernardi não mudará a formação que jogou contra o Aldosivi, na derrota por 2 a 0, na última rodada.

https://twitter.com/Belgrano/status/1046414365107392512

Provável escalação do Belgrano: C. Rigamonti; S. Luna, S. Olivares, H. Menosse e J. Quiroga; D. Rodríguez, F. Lértora, G. Gil Romero e J. Brunetta; M. Suárez e A. Balboa.

Confira o histórico do confronto entre Belgrano e Huracán.

Boca Juniors x Colón – 20h

Pressionado, o Boca Juniors tenta recuperar moral. O Xeneize enfrenta o Colón, em La Bombonera, na cidade de Buenos Aires. Os boquenses estão na sexta colocação, com 10 pontos, três atrás do arquirrival River Plate.

Eliminação para o Gimnasia na Copa Argentina e a derrota no superclássico para o River Plate colocaram pressão em cima do elenco dirigido pelo técnico Guillermo Schelloto. A única saída é vencer o duelo contra o Colón.

Poupar jogadores para Libertadores

No entanto, um time alternativo vai à campo para poupar os titulares para a decisão contra o Cruzeiro. O Boca joga a partida de volta das quartas da Libertadores, em Belo Horizonte, na próxima quinta-feira (04 /10). A primeira partida foi 2 a 0 para os xeneizes.

Benedetto fora

O artilheiro Benedetto saiu no início do jogo contra o Gimnasia, na Copa Argentina, sentindo dores musculares. Exames médicos apontam que a lesão é de baixa gravidade. O atacante vai fazer um trabalho especial, para estar apto para a decisão contra o Cruzeiro.

Insegurança no gol

Além disso, uma questão que volta a assombrar os torcedores boquenses é o retorno do goleiro Augustin Rossi como titular. Isso porque o arqueiro Esteban Andrada fraturou o maxilar no jogo contra o Cruzeiro, numa trombada com o zagueiro Dedé. O Boca Juniors tem até o dia 3 de outubro para inscrever um novo goleiro na Libertadores. O nome mais cotado é o de Marcelo Díaz, do Huracán.

https://twitter.com/BocaJrsOficial/status/1046233537748377602

Provável escalação do Boca Juniors: A. Rossi; G. Peruzzi, P. Goltz, L. Balerdi e L. Olaza; N. Nández, F. Gago e A. Almendra; S. Villa, M. Retegui e E. Reynoso.

Colón prioriza a Sul-Americana

El Sabalero também vai com time alternativo para o jogo contra o Boca. O técnico Eduardo Domínguez combinará reservas e alguns titulares, visando poupar jogadores para a decisão da Sul-Americana. Os santafesinos perderam por 1 a 0 contra o Junior Barranquilla, na Colômbia, no jogo de ida das oitavas. O rubro-negro faz a segunda partida na Argentina na próxima quinta-feira (04/10).

Provável escalação do Colón: Leonardo Burián; Gustavo Toledo, Erik Godoy, Emanuel Olivera e Clemente Rodríguez; Mariano González, Matías Fritzler, Adrián Bastía e Marcelo Estigarribia; Alan Ruiz e Nicolás Leguizamón.

Confira o histórico do confronto entre Boca Juniors e Colón.

Vitor Hugo Souza

Sobre Vitor Hugo Souza

Vitor Hugo Souza já escreveu 61 posts nesse site..

Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita. Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

BetWarrior


Poliesportiva


Vitor Hugo Souza
Vitor Hugo Souza
Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita. Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

    Artigos Relacionados

    Topo