Monaco tropeça no Francês e briga pela UCL pega fogo

O Paris Saint-Germain segue mais líder do que nunca. Com gols de Neymar e Cavani, o time bateu o Troyes e agora tem 10 pontos de vantagem em relação ao segundo colocado. Com a ampla vantagem do PSG, a briga na Ligue 1 é pelas outras duas vagas para disputar a UEFA Champions League na próxima temporada.

Quem se deu bem no fim da 15ª rodada foi o Olympique de Marselha. Os olimpianos venceram o lanterna Metz e se aproveitaram dos tropeços de Lyon e Monaco para assumir a vice-liderança do campeonato. Já o time do principado se complicou. Atual campeão francês, a equipe de Leonardo Jardim perdeu para o Nantes e agora está fora da zona de classificação para a UCL do ano que vem.

Amiens SC 2 – 1 Dijon FCO

O Amiens recebeu o Dijon e prolongou a série invicta, vencendo o rival por 2 a 1 e chegando a 21 pontos. O time ganhou uma posição na tabela agora é o 9º colocado. Já os visitantes, que vinham de duas vitórias seguidas, continuam com 18 pontos e seguem na zona intermediária da tabela.

Kwon Chang-hoon marcou três gols nos últimos três jogos e é um dos destaques do Dijon na temporada (Crédito: Twitter Dijon)

O francês Gael Kakuta abriu o placar logo aos 3 minutos a favor do Amiens, mas a festa durou pouco. Aos 15 minutos, o sul-coreano Kwon Chang-hoon empatou para o Dijon. Mas, no segundo tempo, Cornette balançou as redes aos 50 minutos e garantiu a vitória para o time da casa.

RC Strasbourg Alsace 0 – 0 SM Caen

Racing Strasbourg e Caen não saíram do zero. Apesar de viverem situações distintas, as duas equipes fizeram um jogo equilibrado, que terminou em empate sem gols. O resultado complica mais o lado dos anfitriões, que estão ameaçados pelo rebaixamento.

Em jogo equilibrado, Caen e Strasbourg não saem do zero (Crédito: Twitter Caen)

As duas equipes, no entanto, não terão muito tempo para lamentações. Na próxima rodada da Ligue 1 ambos terão grandes desafios pela frente. O Caen recebe o Lyon, enquanto o Racing encara o PSG, também em casa.

Girondins de Bordeaux 3 – 0 AS Saint-Etienne

O Bordeaux se despediu da série negativa vencendo o Saint-Etienne por 3 a 0 em casa. A vitória no confronto direto fez os Girondinos até mesmo ultrapassarem os rivais na tabela de classificação. Já o Saint-Etienne continua sem vencer e vai despencando no campeonato.

Bordeaux volta a vencer diante do Saint-Etienne e ultrapassa o rival na tabela do campeonato (Crédito: Twitter Bordeaux)

O francês Alexandre Mendy abriu o placar para o Bordeaux aos 5 minutos de jogo. O brasileiro Malcom, um dos destaques do time no início da temporada, ampliou para os Girondinos aos 31. No segundo tempo, o mesmo Mendy balançou as redes mais uma vez, aos 57 minutos, e selou a vitória dos donos da casa.

Além de Malcom, os brasileiros Otávio e Jonathan Cafu estiveram em campo pelo Bordeaux. O Saint-Etienne também tinha um brasuca: Hernani, ex-companheiro do camisa 5 dos Girondinos no Atlético-PR.

Angers SCO 1 – 2 Stade Rennais

O torcedor do Angers pôde, por alguns minutos, sonhar em deixar a zona de rebaixamento. O time da casa saiu na frente aos 37 minutos, com gol de Toko Ekambi e iria a 17 pontos, ganhando nada menos que quatro posições na tabela.

No entanto, o Rennes reagiu no segundo tempo e conseguiu a virada. Hunou balançou as redes aos 51 minutos e deixou tudo igual no placar. Na reta final do jogo, aos 84, o capitão Benjamin Andre fez o gol da vitória dos visitantes.

O resultado manteve o Angers na zona de rebaixamento, com 14 pontos. Já o Rennes foi a 21 e é o 8º colocado na tabela.

EA Guingamp 0 – 0 Montpellier Hérault SC

Não foi desta vez que o torcedor viu o Guingamp voltar a vencer. Mesmo jogando em casa, o time esbarrou na forte defesa do Montpellier e não conseguiu tirar o zero do placar.

O Guingamp não vence desde o último 14 de outubro e está ameaçado pelo rebaixamento na Ligue 1. Já o Montpellier soma 21 pontos e está na primeira metade da tabela. O time visitante tem a defesa menos vazada da competição, com apenas oito gols sofridos.

Olympique Lyonnais 1 – 2 LOSC

O desespero superou a razão. Tido como uma das possíveis sensações da temporada, o Lille não vinha rendendo o esperado no comando de Marcelo Bielsa. Os maus resultados levaram a diretoria do time a tomar uma decisão curiosa: afastaram o treinador argentino.

Sem “El Loco”, o Lille está sendo comandado interinamente por uma comissão liderada pelo português João Sacramento, que também conta com o luso-francês Fernando da Cruz. Avaliando apenas os resultados, a mudança parece ter dado certo.

Mesmo jogando fora de casa o Lille saiu na frente. O brasileiro Thiago Mendes, ex-São Paulo, abriu o placar aos 21 minutos. Mariano Diaz empatou para o Lyon aos 36, mas mal teve tempo de comemorar. Ainda no primeiro tempo, aos 40, Ezequiel Ponce colocou o time visitante na frente e fechou o placar.

Os brasileiros Rafael e Marcelo foram titulares do Lyon na partida. Pelo lado do Lille a dupla Thiago Maia e Thiago Mendes começaram jogando, enquanto o atacante Luiz Araújo entrou no segundo tempo.

A vitória deu um fôlego ao Lille na luta contra o rebaixamento. Se o campeonato terminasse hoje, o time disputaria um playoff para permanecer na Ligue 1. Para o Lyon o tropeço custou a vice-liderança. O time ainda está na zona de classificação para a UCL da temporada que vem, mas foi ultrapassado na tabela pelo Olympique de Marselha.

FC Metz 0 – 3 Olympique de Marseille

O grande beneficiado da rodada foi o Olympique de Marselha. Aproveitando os tropeços do Monaco e do Lyon, o OM fez a sua parte e venceu o lanterna Metz, fora de casa, por 3 a 0.

Marselha vence o Metz e aproveita tropeços dos rivais para assumir a vice-liderança (Crédito: Michel Pira / OM)

Florian Thauvin, destaque do time na temporada, abriu o placar aos 18 minutos. Ainda no primeiro tempo, aos 36, o brasileiro Luiz Gustavo ampliou. Lucas Ocampos fechou o placar, já aos 71 minutos, na etapa complementar.

Com o resultado o Marselha assumiu a vice-liderança do campeonato francês, 10 pontos atrás do líder PSG. Já o Metz segue na lanterna, com apenas quatro pontos, e vê o rebaixamento ser cada vez mais uma realidade.

FC Nantes 1 – 0 AS Monaco

O Nantes pode aparecer como um forte candidato por uma vaga na UCL da próxima temporada. O time de Claudio Ranieri venceu o atual campeão Monaco e foi a 26 pontos, apenas três a menos em relação ao time do principado e ao Lyon, que está se classificando para a competição continental.

Nantes vence o Monaco e acirra briga pela zona de classificação para a UCL (Crédito: Twitter Monaco)

O único gol da partida foi marcado no fim da partida, aos 92 minutos de bola rolando. A jogada começou e terminou com brasileiros. Andrei Girotto, ex-Chapecoense, sofreu falta aos 91. Após a cobrança, o defensor Lima finalizou de fora da área e estufou as redes.

Foi a segunda derrota seguida do Monaco. O atual campeão vinha de um revés para o PSG, em casa, e o segundo tropeço seguido deixou o time do principado fora da zona de classificação para a UCL.

Toulouse FC 1 – 2 OCG Nice

A má fase do Toulouse continua. O time da casa recebeu o Nice neste meio de semana e até deu a impressão de que daria um fim à sequência sem vitórias.

Delort abriu o placar para os anfitriões logo aos 3 minutos de bola rolando. A vitória pareceu ainda mais próxima quando, no fim do primeiro tempo, aos 40, o brasileiro Dante, capitão do Nice, foi expulso. Mas o Nice conseguiu a virada no segundo tempo. Aos 79 minutos, Amian também viu o cartão vermelho e deixou o Toulouse com 10 jogadores. Aos 80, o italiano Balotelli, de pênalti, igualou o placar. A vitória dos visitantes só veio na prorrogação, com 91 minutos de bola rolando Srarfi marcou o gol da vitória para o time de Lucien Favre.

O resultado foi importantíssimo para o Nice na briga contra o rebaixamento. A equipe foi a 17 pontos e ganhou quatro posições na tabela, onde aparece em 14º. O Toulouse estacionou nos 16 pontos e vem logo atrás, em 15º lugar.

Paris Saint-Germain 2 – 0 ESTAC Troyes

O líder PSG fechou a rodada recebendo o Troyes no Parc des Princes. Ciente das dificuldades, os visitantes mostraram solidez defensiva e levaram perigo nos contra-ataques, causando problemas para os donos da casa.

PSG vence mais uma e continua sobrando no campeonato francês (Crédito: Twitter PSG)

 Após o primeiro tempo sem gols, coube a Neymar decidir a partida. O camisa 10 abriu o placar para o PSG aos 73 minutos, no primeiro tempo, e ainda serviu o companheiro Cavani, aos 90, definindo o placar em favor do time de Paris. Foi o 17º gol do uruguaio, artilheiro isolado do campeonato francês. O brasileiro, por sua vez, marcou nove gols e é um dos garçons da competição, com cinco assistências, ao lado do francês Thauvin, do Marselha.

Johnny Katayama
Johnny Katayama é jornalista, locutor e apaixonado por esportes – de futebol e basquete até hipismo e xadrez. Entusiasta dos eSports e jogador amador de League of Legends. Narrador e repórter nas transmissões da TV MundoVôlei. Autor do livro: “Galo Guerreiro – os últimos campeões estaduais da história do futebol profissional de Maringá” (2012).

Artigos Relacionados