Ministro do Esporte da Itália descarta torcedores em janeiro (Foto destaque: Reprodução)

Durante um programa da emissora Rai nesta terça-feira (29), o Ministro do Esporte da Itália rejeitou a ideia de reabrir os estádios em janeiro. Ademais, Vincenzo Spadafora afirmou que o governo italiano tem outras prioridades.

Sendo assim, os fãs do Calcio terão que esperar mais um pouco antes de voltarem a apoiar seus times in loco. Por outro lado, o ministro se mostrou confiante na reabertura de centros de dança, piscinas e academias ainda no mês que vem. “Todos esperam poder retomar”, disse Spadafora.

Sobre as torcidas nos estádios, declarou:

“O problema de ter tantas pessoas indo na mesma direção, ao mesmo tempo e no mesmo dia, significa ter que fazer uma série de verificações e iniciar uma máquina que não tem prioridade sobre outras, como as escolas.”

Promessa que não se tornou realidade

Em agosto, Spadafora afirmou à Rai que “a partir de setembro, os torcedores estarão novamente no estádio”. Porém, como o número de casos de covid seguiu crescendo, as pessoas não tiveram autorização para retornar, nem mesmo em menor número.

Já em outubro, o Ministro do Esporte teceu duras críticas a Cristiano Ronaldo. Isso porque o atacante da Juventus supostamente voou de Portugal para a Itália enquanto estava infectado com o novo coronavírus. Spadafora chegou a dizer que a atitude do português era “arrogante e desrespeitosa”. Além disso, afirmou que “esses grandes campeões sentem-se sempre acima dos outros”.

Atualmente, a Itália registra mais de dois milhões de infectados e mais de 72 mil mortes pela Covid-19. Por fim, o país iniciou a vacinação em profissionais da saúde no último domingo (27).

Foto destaque: Reprodução

Rafael Sant'Ana
Escolhi o jornalismo porque sou apaixonado por informação e esportes desde sempre. Tenho o sonho de exercer a profissão no exterior. Dedicação e interesse por estudar são algumas de minhas marcas.

Artigos Relacionados