Middlesbrough 8 x 1 Manchester City: o dia em que Afonso Alves brilhou

Já se passaram 12 anos, desde aquela partida, da 38ª rodada da Premier League, entre Middlesbrough 8 x 1 Manchester City, em 11 de maio de 2008. Hoje há uma distância abissal entre as duas equipes, mas o que de fato aconteceu com o City naquele duelo no Riverside Stadium? É isso que vamos relembrar na coluna ‘Reino Unido pelo Futebol'.

A TEMPORADA NA PREMIER LEAGUE 2007/08

Naquela campanha, o Manchester City, comandado pelo sueco Sven-Göran Eriksson, venceu apenas 15 vitórias das 38 partidas na Premier League, além de 10 empates e outras 13 derrotas. Por outro lado, o Middlesbrough, de Gareth Southgate, hoje técnico da seleção da Inglaterra, conquistou 10 triunfos, empatou 12 vezes e sofreu 16 reveses. Um desses foi para o mesmo City, ainda no 1º turno, por 3 x 1, no Eithad Stadium, com dois gols de Elano.

Com estes números fica muito claro que nenhuma das duas equipes manteve uma certa regularidade na competição. O The Boro ficou na 13º colocação, com 42 pontos. Já os Citizens terminaram em 9º lugar, com 55. Mas aquela partida em 11 de maio não foi a primeira goleada sofrida pela equipe de Manchester.

O Chelsea, de Avram Grant, aplicou uma goleada por 6 x 0, em Stamford Bridge, sobre o gol do jovem Joe Hart. Com um time muito melhor: Essien, Joe Cole, Kalou, Schevchenko e Drogba, duas vezes, os Blues venceram sem nenhuma dificuldade. A partida foi válida ainda pela 11ª rodada da Premier Legue, naquela ocasião o City se aproximava do G4 na tabela. O time londrino chegou a marca dos 85 pontos, mas o título ficou com o Manchester United, campeão com 87.

MIDDLESBROUGH 8 X 1 MAN CITY

O número 1 da Suécia por mais de uma década, Andreas Isaksson sofreu todos os oito gols em sua última aparição pelo Manchester City. E apesar de ter sofrido uma grande quantidade de gols, o sueco fez boas defesas, evitando o que seria uma goleada ainda maior, chegando a dois dígitos…

Tudo começou logo aos 15 minutos, quando Jonathan Woodgate fez um belo lançamento para Tuncay Sanli. Então, Richard Dunne o derrubou dentro da área e foi expulso. Na cobrança, Stewart Downing abriu o placar. Há poucos minutos do fim da primeira etapa, um gol praticamente brasileiro: Fábio Rochemback fez boa jogada individual e serviu Afonso Alves para ampliar. Já perto dos 15 minutos na etapa final, após bate-rebate, Stewart acertou uma bela finalização, concluindo ainda com a bola no ar, sem chances para Isaksson.

Segundos depois, o brasileiro Afonso marcou o 4º gol dos anftriões, aproveitando o ‘apagão' do outro lado. Ainda houve um gol mal anulado de Woodgate, pelo bandeirinha número um. Já aos 25′, Adam Johnson contou com a sorte, ao arriscar de fora da área e no desvio de Michael Ball, o Boro fez mais um. Mas Fábio Rochemback estava inspirado e numa cobrança de falta, de muito longe, acertou o ângulo. Não percam as contas: Middlesbrough 6 x 0.

https://twitter.com/plbrasil1/status/1260001785655316481?s=20

O GOL DE HONRA

Ainda deu tempo de Jérémie Aliadière fazer mais um, até o brasileiro Elano, que havia entrado há minutos antes, fazer o gol de honra. Na comemoração, os citizens festejaram como se fosse o gol inaugurando o placar, algo bem parecido com o de Oscar anos depois contra a Alemanha, num placar bem parecido. Por falar nisso, numa jogada semelhante a de Kroos e Khedira chegando ao gol de Julio Cesar, após um lance bizarro na saída de bola, Aliadière tocou de lado para Afonso Alves marcar seu terceiro no jogo, o oitavo dos mandantes.

https://twitter.com/plbrasil1/status/1260329036783464454?s=20

Hoje, 22 dos 28 jogadores daquela partida estão aposentados. O de mais sucesso é Stewart, que passou por Aston Villa, Liverpool e West Ham até retornar ao Middlesbrough em 2015. Entretanto, já em 2019 se transferiu para o Blackburn. Para muitos, Sun Jihai foi o melhor jogadores chinês na Europa, depois de passar seis anos no City, onde realizou 151 aparições, deixou a equipe. Ele até teve uma curta passagem no Sheffield United, mas sem sucesso, retornou ao seu país, onde hoje é empresário.

Depois daquela temporada, Fábio Rochemback se transferiu para o Sporting de Lisboa, ainda teve passagem pelo Grêmio e foi se aposentar no Dalian Professional, da China. Por outro lado, Elano ainda permaneceu jogando em um bom nível, no Galatasaray entre 2009 e 2011, depois passou por Grêmio e Flamengo, até pendurar as chuteiras no Santos, clube que o revelou. Enquanto Afonso Alves, por qual o Middlesbrough pagou 17 milhões de euros ao Heerenveen, da Holanda, logo se transferiu para o Catar, em setembro de 2009, até se aposentar no Al Gharafa.

Foto destaque: Reprodução/TeessideLiv

Thiago Lopes
Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.
Você está aqui
Futebol Na Veia > Destaques > Middlesbrough 8 x 1 Manchester City: o dia em que Afonso Alves brilhou

Artigos Relacionados