Nesta quinta-feira (22), México e França jogaram pela 1ª rodada dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Os norte-americanos aliás, apesar do não favoritismo, mas de forma surpreendente, bateu os europeus de forma segura e futebol bem jogado. Os europeus por outro lado, não se encontraram na partida. Contudo, apesar da derrota, o centroavante Gignac, foi um fator positivo.

Assista aos melhores momentos de México x França

1ª tempo: jogo faltoso e domínio mexicano

Apesar do 1º tempo aberto e com boas chances, foram 16 faltas cometidas. O jogo em si, começou com o México mais agressivo e mais no campo ofensivo. Por outro lado, a França apostava em Gignac como principal jogador para incomodar a defesa mexicana. Apesar da boa qualidade técnica, o placar não saiu do 0 x 0.

2º tempo: massacre do México, contra uma França perdida em campo

Para a segunda etapa, os mexicanos voltaram inspirados. Com menos de um minuto da segunda etapa, Córdova, em belo chute de voleio assustou os franceses. Contudo, a pressão do México logo surtiu efeito, em bela jogada individual de Lainez, que tocou para Vega, abrir o placar em Tóquio.

Mesmo com o placar a favor, o México não diminuiu a pressão para ampliar o marcador. Tanto que antes dos 10 minutos, novamente Córdova, em belo passe de Rodríguez e cara a cara com Bernardoni, não desperdiçou, e fez segundo gol do México.

A França contudo, só esboçou uma reação com gol de pênalti de Gignac, sofrido por Kolo Muani, Ochoa até acertou o canto, mas não conseguiu evitar o tento, 2 x 1 para a Seleção Mexicana. Mas Antuna em belo chute fez o terceiro do México e Eduardo Aguirre no finzinho, decretou a vitória mexicana, 4 x 1.

México x França – e agora?

Com o revés na partida, os franceses precisam ganhar a todo custo da seleção da África do Sul no domingo (25), caso ainda queiram sonhar com a classificação. Os mexicanos por ora, podem ir para o confronto contra o Japão com certa tranquilidade para garantir a classificação para as quartas.

Foto destaque: Divulgação/Franck Fife/AFP

Eduardo Rodrigues