Na tarde/noite da última quarta-feira, 23/10, Dries Mertens fez história e se tornou o 2º maior artilheiro da história do Napoli. O belga marcou duas vezes contra o Red Bull Salzburg, da Áustria, e, assim, chegou a marca de 116 gols com a camisa Azzurri. Com o feito, Mertens acabou superando o recorde de ninguém mais, ninguém menos que o argentino Diego Maradona.

Após Maradona, Mertens mira Hamšík

Na equipe de Nápoles desde 2013, vindo do PSV, da Holanda, Mertens foi se tornando um dos pilares técnicos e de liderança do elenco com o passar das temporadas. O atleta de 32 anos atingiu a marca de Maradona após 290 jogos com a camisa do Napoli, mas agora visa um marco ainda maior. Trata-se de se tornar o nº 1 na lista de maiores artilheiros do time,  liderada pelo eslovaco Marek Hamšík, que desde o começo de 2019 defende as cores do Dalian Yifang, da Superliga Chinesa.

Hamšík é um dos grandes ídolos da história do Napoli e foi capitão da equipe até o meio da última época. Ainda mais, antes de rumar para o Oriente, o meio-campista deixou 121 gols marcados em 520 jogos, encabeçando o ranking dos goleadores napolitanos. Contudo, seu posto está mais ameaçado do que nunca. Visto que a temporada européia apenas começou, Mertens tem um grande período para anotar apenas mais seis tentos e se tornar de vez o maior goleador da Società Sportiva Calcio Napoli.

Foto destaque: Divulgação/SSC Napoli

Leonardo Abrahão
Leonardo Abrahão, 20 anos, paulistano e estudante de jornalismo na Universidade Nove de Julho. Redator do Futebol na Veia desde 2019, cobrindo futebol italiano, asiático e brasileiro.

Artigos Relacionados