Mercado uruguaio: fique por dentro de todo o vaivém

- As equipes do Uruguai já estão movimentando o mercado da bola na América do Sul
uruguaio- mercado da bola 2020

É de lei! Todo começo de ano é a hora em que equipes mundo afora recorrem ao mercado da bola em busca por reforços. Seja para o início ou o prosseguimento de suas respectivas temporadas. Por certo, no Uruguai não é diferente. Desse modo, nós do Futebol na Veia iremos abordar todas as transferências concretizadas até o momento. Não apenas abordaremos as contratações de jogadores, como também todo o vaivém entre os técnicos na terra de Cavani e Suárez.

NACIONAL (Campeão Uruguaio/Copa Libertadores)

Classificados para o Grupo F da Libertadores, junto a Racing-ARG, Alianza Lima-PER e Estudiantes-VEN, os Bolsilludos ainda estão tímidos na atual janela. Afinal a equipe sofreu mais baixas do que altas até o momento. Atletas como Gustavo Lorenzetti, Guillermo Cotugno e o brasileiro Felipe Carvalho deixaram o clube. Muitos deles não tiveram seus contratos renovados.  Enquanto apenas três reforços foram oficialmente apresentados pelos atuais campeões do Uruguai: Ayrton Cougo, Agustín González e Axel Muller. Outra alta, essa fora das quatro linhas, foi a do técnico Gustavo Múnua, que chegou após a renúncia de Alvaro Gutiérrez. Por fim, Gonzalo Bergessio, artilheiro do time em 2019, ficará para mais uma temporada.

ALTAS: Agustín González (Progreso), Axel Muller (Racing), Ayrton Cougo (Libertad-PAR) e o técnico Gustavo Múnua (Cartagena-ESP).

BAIXAS: Guillermo Cotugno (sem clube), Felipe Carvalho (Vålerenga-NOR), Alvaro Pereira (Estudiantes-ARG), Agustín Sant’ Anna (sem clube), Gustavo Lorenzetti (Universidad de Chile) e Mathías Cardacio (sem clube).

PEÑAROL (Vice-campeão/Copa Libertadores)

Diferentemente de seu arquirrval de toda a vida, os carboneros não estão medindo esforços para reforçar o plantel. A saber, a primeira contratação, das sete efetuadas até agora, foi a do técnico e ex-jogador Diego Forlán. O “dono da Jabulani” na Copa do Mundo de 2010, fará sua estreia na função de treinador. Dentre as novas aquisições feitas no mercado da bola, essas de jogadores, estão: Krisztián Vadócz, atleta húngaro e ex-companheiro de Forlán no Mumbai City-IND, Yeferson Quintana e Gonzalo Freitas. Em relação as baixas, os carboneros sofreram apenas uma, o jogador Rodrigo Rojo. Entretanto, sete importantes atletas do Peñarol estão em situação indefinida. Os contratos de Agustín Canobbio, Juan Izquierdo, Fabián Estoyanoff, Luis Acevedo, Lucas Viatri, Xisco Jiménez, Walter Gargano e Gastón Rodríguez venceram no dia 31 de dezembro de 2019 e estão disponíveis no mercado.

ALTAS: Juan Acosta (Cerro Largo), Krisztián Vadócz (Mumbai City-IND), Yeferson Quintana (Cerro Largo), Rodrigo Piñeiro (Rampla Juniors), Iván Cartés (Plaza Colonia), Mauro Brasil (Cerro), Gonzalo Freitas (Everton de Viña-CHI) e o técnico Diego Forlán.

BAIXA: Rodrigo Rojo (Defensor Sporting).

CERRO LARGO (3º lugar/Copa Libertadores)

Posto que Los Arachanes estão prestes a estreiar diante do Palestino-CHI na Copa Libertadores, a primeira de toda a história do clube, a alta cúpula do Cerro Largo foi ao mercado da bola em busca de reforços. E os dirigentes abriram os cofres, até o momento foram sete contratações sacramentadas. Dentre os principais nomes estão: Gonzalo Latorre, proveniente do Cruzeiro e Ruben Betancur, ambos uruguaios. Ao mesmo tempo, o técnico Danielo Nuñez, eleito o melhor do Campeonato Uruguaio de 2019, sacramentou sua permanência para a temporada que está por vir. Sobretudo, três destaques do plantel deixaram a equipe Arachan: Yeferson Quintana, Adolfo Lima e Jonathan Dos Santos.

ALTAS: Gonzalo Latorre (Cruzeiro), Ruben Bentancur (Deportes Quindío-COL), Santiago Merlo  (base do Nacional), Enzo Borges (Comerciantes Unidos-PER), Matías Tavares (Atenas-URU), Hamilton Pereira (Deportivo Maldonado-URU) e Ignacio Currais (Villa Teresa-URU).

BAIXAS:Yeferson Quintana (Peñarol), Sebastián Assis (sem clube), Bruno Teliz (Guayaquil City-EQU), Jonathan Dos Santos (Universitario-PER), Juan Acosta (Peñarol), Facundo RodríguezAdolfo Lima (Defensor Sporting).

PROGRESO (4º lugar/Copa Libertadores)

Em virtude de Los Gauchos del Pantanoso retornarem à Copa Libertadores após 30 anos de ausência, a equipe busca novos atletas no mercado para reforçar o plantel de 2019. Já que o debut do Progreso na Liberta será no próximo mês, a diretoria está fazendo grandes esforços na busca de jogadores. Até o fechamento do texto, sete futebolistas foram incorporados aos Gauchos do Uruguai. Os destaques ficam por conta de Santiago Gaspari e Joaquín Gottesman. No entanto, nem tudo são flores, pois 12 jogadores deixaram o Progreso na atual janela, dentre eles estão dois pilares do elenco treinado por Leonel Rocco: Gustavo Alles e Emanuel Gularte. Salvo que Rocco, o comandante, permanecerá no clube em 2020.

ALTAS: Facundo Peraza (Cerro), Nahuel Roldán (Cerro),  Ignacio Lemmo (Puerto Montt-CHI), Joaquín Gottesman (Atlético Huila-COL), Federico Laens (Deportes Melipilla-CHI), Santiago Gaspari (Rampla Juniors), Federico Platero (Criciúma).

BAIXAS: Rafael Melo (sem clube), Mauro Picerno (sem clube), Leandro Machado (sem clube), Federico Millacet (sem clube), Juan Martín Gonella (sem clube), Jorge Rodríguez (sem clube), Gustavo Alles (Deportivo Cuenca-EQU), Emanuel Gularte (Wanderers), Gonzalo Castillo (The Strongest), Emilio Zeballos (Defensor Sporting), Agustín González (Nacional) e Julián Lalinde (se aposentou).

DEFENSOR SPORTING (11º lugar)

Sem dúvida, a maior baixa da equipe Violeta foi o argentino Mariano Pavone, experiente atleta de 37 anos que acertou com o Quilmes-ARG. Além de Pavone, outros seis jogadores deixaram o Defensor Sporting, dentre eles estão: Hernán Menosse, Martin Rabuñal e Mauricio Gómez, autor de dois gols na vitória sobre o Nacional no Clausura. O técnico Ignacio Risso também deixou seu cargo, após a irregular campanha que culminou na 11ª colocação em 2019. Assim, o nome escolhido foi o de Alejandro Orfila, que estava no comando do Atlanta, clube da segunda divisão argentina. Decerto, as grandes contratações dos violetas ficaram por conta de Adolfo Lima e Alejandro González.

ALTAS: Alejandro González (Barcelona-EQU), Adolfo Lima (Cerro Largo), Rodrigo Rojo (Peñarol), Juan Albín (Rampla Juniors), Emilio Zeballos (Progreso), Renzo Rabino (Atenas-URU).

BAIXAS: Mariano Pavone (Quilmes-ARG), Mauricio Gómez (sem clube), Hernán Menosse (Deportivo Cali-COL), Martín Rabuñal (Juárez-MEX), Sebastián Fuentes (sem clube), Gastón Rodríguez (sem clube), Alejandro Villoldo (sem clube) e o técnico Alejandro Orfila (Atlanta-ARG).

DANUBIO (12º lugar)

Similarmente ao Defensor Sporting, seu principal rival no Uruguai, a equipe do Danubio fez uma campanha bem abaixo do esperado. Los de la Curva terminaram sua participação no Uruguaio em 12º lugar e fora das competições continentais. Dessa maneira, a diretoria do clube decidiu em demitir o técnico Mauricio Larriera do cargo contratar Martín Tato García, ex-treinador do Boston River. Mesmo após o plantel do Danubio mostrar grandes deficiências em 2019, ainda não foi efetuada nenhuma contratação no mercado da bola. Para piorar, Federico Cristóforo, Joaquín Silva, Sergio Felipe, Mauricio Victorino, Ernesto Goñi e Denis Olivera estão com seus contratos próximos ao vencimento. Em suma, o âmbito do Danubio em 2020 não é dos melhores.

ALTAS: Nenhuma.

BAIXAS: Nenhuma

BOSTON RIVER (9º lugar)

ALTAS: Sebastián Loco Abreu, que será treinador e jogador.

BAIXAS: Maximiliano Pérez e Bruno Foliados.

CERRO (15º lugar)

ALTAS: Nathaniel Revetria (técnico).

BAIXAS: Mauro Brasil, Nahuel Roldán, Facundo Peraza, Santiago Viera, Federico Alonso, Diego Casas, Felipe Klein, Gastón Hernández e Richard Pellejero (se aposentou).

FÉNIX (8º lugar/Copa Sul-Americana)

ALTAS: Ignacio Pallas e Andrés Barboza.

BAIXAS: Rodrigo Tavares, Maximiliano Pérez, Darío Denis, Brian Lugo, Bruno Montelongo, Alex Silva e Sebastián Gallegos.

LIVERPOOL (5º lugar/Copa Sul-Americana)

ALTAS: Román Cuello (técnico).

BAIXAS: Diego Guastavino, Pablo Caballero, Gonzalo Maulella, Christián Núñez, Martín González, Leonardo Pais, Clementino González e Bryan Olivera.

PLAZA COLONIA (6º lugar/Copa Sul-Americana)

ALTAS: Nenhuma.

BAIXAS: Marcelo Tabárez, Iván Cartes, Cecilio Waterman e Bidari Garcia.

RIVER PLATE (7º lugar/Copa Sul-Americana)

ALTAS: Nenhuma.

BAIXAS:Emanuel Hernández e Luis Urruti.

WANDERERS (10º lugar)

ALTAS: Mauricio Larriera (técnico) e Leonardo Pais.

BAIXAS: Maximiliano Araújo, Hernán Haller, Gonzalo Barreto, Axel Muller, Federico Barrandeguy, Matías Castro, Nicolás Albarracín e Francisco Ginella.

TORQUE (campeão da segunda divisão)

ALTAS: Rodrigo De Olivera.

BAIXAS: Maicol Cabrera, William Klingender e Sergio Blanco.

DEPORTIVO MALDONADO (2º lugar na segunda divisão)

ALTAS: Nenhuma.

BAIXAS: Hamilton Pereira, Carlos Muela, Gastón Alvite, Walter Ibáñez, Bruno Moura, Maximiliano Lemos, Juan Moreira e Gustavo Pintos.

RENTISTAS (ganhou o play-off da segunda divisão)

ALTAS: Nenhuma.

BAIXAS: Nenhuma.

Foto destaque: (Uruguaio/Mercado da Bola)

 

Luciano Massi

Sobre Luciano Massi

Luciano Massi já escreveu 279 posts nesse site..

Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

BetWarrior


Poliesportiva


Luciano Massi
Luciano Massi
Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

    Artigos Relacionados

    Topo