Suárez, o homem clássico do Barcelona

Há duas semanas atrás, precisamente no dia 29 de abril, a Netflix disponibilizou em sua plataforma uma série inédita. Trata-se da Matchday: FC Barcelona, que mostra os bastidores do clube em grandes momentos da temporada 2018/19, a última a ser concluída até então. O clube catalão se sobressaiu muito bem nos clássicos diante do Real Madrid, mas teve a incrível eliminação para o Liverpool e a derrota para o Valencia na final da Copa do Rei.

Dessa forma, a equipe ficou ‘apenas' com o título da LaLiga. Na série há momentos da vida pessoal de Suárez, Piqué e, claro, de Lionel Messi, e dos demais atletas, indo além dos grandes jogadores profissionais nos gramados.

ATENÇÃO: ESTE CONTEÚDO PODE CONTEM SPOILLER!

MATCHDAY EP 1

Dias antes do El Clássico contra o Real Madrid, Lionel Messi vai até a casa de Luis Suárez, e lá ficam conversando sobre a família, trocando risadas e tomando o conhecido chimarrão. Minutos depois chega Jordi Alba para formar a boa e velha resenha… Ali já começava um certo protagonista de ‘Luisito' na série. O maior garçom de Messi, relatou que o argentino é um de seus melhores amigos no futebol. E lamenta que muitas pessoas não tem essa oportunidade de ver o ‘Léo humano', que está por trás do melhor jogador do mundo.

Além disso, o atacante uruguaio relembrou o momento triste de sua carreira ao chegar no Barcelona. Afinal, depois da famosa mordida em Chiellini, na Copa do Mundo de 2014, ficou durante meses, sem sequer pode ir em um estádio… O detalhe mais curioso é a revelação de Suárez, ao dizer que já ‘invadiu' o estádio do Camp Nou quando ainda era adolescente, com sua namorada, hoje sua esposa Lívia, que morava em Barcelona. E ainda diz que foi para o Groningen, da Holanda, sem ao menos conhecer o clube, o motivo era apenas por estar mais próximo de sua namorada…

Já há instantes do jogo, Messi dirige rumo a partida, levando seu companheiro Suárez, que tem uma ótima notícia: o nascimento de seu terceiro filho Lautaro. Entretanto, o camisa 10 é baixa no jogo, por conta de uma lesão. Dessa forma, será um Barça-Madrid histórico, o primeiro com a utilização do VAR, ainda sem contar com Cristiano Ronaldo e Messi, afinal, o gajo já havia ido para a Juventus.

BARCELONA 5 X 1 REAL MADRID

A saída (do Real Madrid) é sempre pelas laterais, sempre, sempre!”, diz Ernesto Valverde aos jogadores, há instantes da partida. Ali já é possível notar um certo nervosismo, e claro, um clima de tensão, trata-se do maior clássico do mundo, ainda jogando em casa… Mas antes dos 15 minutos inicias, Coutinho abre o placar para os anfitriões.

SUÁREZ RESOLVE!

Com o auxílio do VAR, o árbitro marca pênalti de Varane em Suárez, que passa a ser o protagonista do jogo. Nas duas vezes em que havia nascido os filhos do uruguaio, em cada oportunidade ele marcou dois gols na rodada seguinte. Então, na terceira, ele fez ainda melhor, marcando um hat-trick no El Clássico, o 25º jogador a conseguir este feito. “Foi um momento incrível” disse El Pistoleiro, que ao final daquela partida, se derreteu ao ‘falar' com seu filho recém-nascido por videochamada – um momento bem pessoal do jogador revelado na série.

PIQUÉ: O ‘PRESIDENTE' DO CLUBE

No vestiário, havia muita celebração, ganhar de 5 x 1 num clássico como esse não é normal. Ao ser perguntando se mostrou as mãos em referência ao número cinco Piqué respondeu “é claro, não só uma, duas vezes, caso não tenham visto na primeira (risos)”… Como sempre, Messi esteva bem discreto no vestiário, mas participando da comemoração da importante vitória..

Durante a noite, houve uma reunião com o CEO da Rakuten, principal patrocinador do clube. Apenas Gerard Piqué, chamado de presidente do clube pelos companheiros por sua influência nos bastidores, foi ao encontro, e nela relevou dois momentos diferentes. Um deles, foi uma ida a uma festa com os demais jogadores nos Estados Unidos, quando ainda estavam na pré-temporada, sem a permissão de Valverde. “Ele (técnico do Barça) disse ‘não vejo motivos para deixa-los irem a uma festa', mas eu disse ‘vamos de qualquer jeito' (risos)”.

Por fim, ao ser perguntado por Hiroshi Mikitani, o CEO do patrocinador master, se achava Lopetegui um bom treinador, Piqué respondeu “sim, mas acredito que é o último dele no clube”. Segundo o zagueiro, os jogadores do Real Madrid já haviam lhe contado que o ex-treinador da Seleção Espanhola já teria se despedido dos jogadores ainda nos vestiário. Horas depois, a notícia se confirmou.

Meses depois, veio o sorteio do mata-mata na Copa do Rei, e o Barcelona irá novamente se encontrar com o Real Madrid

Foto em destaque: Reprodução/Instagram – Barcelona

Thiago Lopes
Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

Artigos Relacionados