Mário Bittencourt confirma possibilidade do Fluminense se tornar uma SAF

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, concedeu entrevista nesta segunda-feira (13), no CT Carlos Castilho. A saber, o mandatário fez um balanço dos seus três anos à frente do Tricolor. Além disso, também revelou que o clube assinou um contrato com o Banco Pactual BTG para análise das finanças do clube e busca de investidores.

O banco nos informou que o nosso custo proporcional é baixo entre receita e folha e resultado de campo e que é bem superior em comparação com os demais clubes do Brasil. A gente consegue desempenhar bem acima do que a gente investe na visão do banco. Esse primeiro passo, tenho alegria de dizer que a gente assinou hoje pela manhã um mandato para que eles possam ir no mercado buscar operações para resolver a dívida e ao mesmo tempo possibilitar maiores investimentos em um período mais curto que a gente imaginava” disse Mário Bittencourt.

Ao passo que, na sequência, Mário Bittencourt completou afirmando que existe a possibilidade da transformação do clube em uma SAF:

A análise envolve a busca de investidores e não exclui outros estudos de pagamento da dívida. Está dentro desse estudo uma possibilidade futura de análise de constituição de uma SAF para investimento no futebol. Essa análise envolve eventual transformação de SAF ou não, que pode ser feita de diversas formas, que a gente está estudando desde a implantação do projeto de lei”.

Mário Bittencourt fala sobre redução de dívidas e administração do Maracanã

Mário Bittencourt também revelou que o Fluminense conseguiu reduzir as dívidas com fornecedores do Maracanã. Assim sendo, o objetivo é se tornar sócio da administração do estádio ao lado do Flamengo. A saber, no momento, o clube figura como interveniente no estádio. Posteriormente, ainda sobre os débitos, o presidente afirmou que foram reduzidos em R$276 milhões.

No departamento financeiro teve um pagamento de dívidas em torno de 276 milhões em três anos. Incluindo tudo: dívidas cíveis, trabalhistas, tributárias, com a Fifa, acordos, pagamentos com fornecedores. Cito sempre o caso dos fornecedores do Maracanã. Com um, dois meses de gestão ficamos sabendo que havia atrasos que precisávamos regularizar senão não poderíamos jogar lá”.

Reforma nas Laranjeiras deve começar em breve

Sobre a reforma das Laranjeiras, Bittencourt contou que o clube conseguiu aprovar o projeto de lei de incentivo à cultura. Bem como que a Tim, uma das patrocinadoras do Fluminense, está ajudando na restauração do estádio. Aliás, em breve, será anunciado o início das obras.

No início da gestão, a gente acreditava que fosse conseguir retomar os jogos nas Laranjeiras em 2023, mas diante de toda questão burocrática de aprovação do projeto, Pandemia, a gente só conseguiu a aprovação recentemente. A gente vai mudar a previsão de retorno a jogos de menor porte, uma estimativa de quatro a cinco jogos. Jogos de menor público. E continuar com jogos da base e do futebol feminino”.

Menos contratos e mais receita

Posteriormente, o assunto foi patrocínio. Assim sendo, Mário Bittencourt lembrou que, em 2019, o Fluminense tinha 31 contratos comercias, que, somados, rendiam R$9 milhões ao clube. Mas, em 2002, há mais receita e menos contratos. Assim, são 28 contratos que soma, RS35 milhões.

Tivemos um aumento significativo de receita. Justamente porque a gente vem construindo uma imagem, reforçando a marca do clube, em campo os resultados voltaram a acontecer. Estamos em negociação avançada para renovação do patrocínio master. Estamos em negociação avançada para ir até meados de 2025. Vamos caminhar, tomara até o final do mês, para avançar”.

Mário Bittencourt valoriza últimas temporadas do Fluminense

Sobre o futebol, o presidente Mário Bittencourt lembrou a conquista do Campeonato Carioca neste ano. Bem como os dois vices, nos dois anos anteriores. Além disso, também valorizou as participações recentes na Libertadores. E, por fim, a volta de Fred ao Fluminense. Mas também afirmou que o clube está em busca de reforços para a sequência da temporada.

Temos a janela, estamos em busca de pelo menos dois jogadores para a continuidade do brasileiro e Copa do Brasil. Para que a gente possa reforçar. A gente vai ter a saída de um ídolo e do Luiz Henrique em julho. Com a chegada de novas receitas em julho a gente volta a apontar o nariz para cima. É natural”.

Candidato à reeleição no Tricolor

Por fim, Mário Bittencourt afirmou que pretende se candidatar à reeleição:

A gente desenvolveu um plano de gestão que conseguimos executar 60%, 70%. E com a análise de uma grande instituição que indica que o trabalho está sendo bem feito no âmbito financeiro. A minha equipe tem muita vontade de seguir. É um lançamento de candidatura? Não. A eleição é só em novembro. Estamos preocupados com a reestruturação e o futebol. É uma tendência que eu seja candidato à reeleição” encerrou Bittencourt.

Foto destaque: Divulgação/Mailson Santana

Jéssica Albuquerque
Formada em Letras, pela UFRJ, e em Jornalismo, pela FACHA. Amo ler, escrever e futebol. No jornalismo esportivo pude unir os três.