Marcelo Cirino

Primeiramente, nesta terça-feira (4) teve reapresentação na Cidade Tricolor. Dessa forma, um jogador em especifico que nem sequer estreou, almeja ter oportunidades em 2022. Trata-se de Marcelo Cirino, contratado desde 4 de setembro do ano passado não jogou um jogo. Assim, nesse ano novo, o atacante espera ter sequência de partidas essa temporada.

Carreira de Marcelo Cirino

Cirino foi revelado pelo Athletico-PR. Em 2011 atuou no futebol baiano por empréstimo no Vitória. Em 2015, foi emprestado ao Flamengo e lá ficou por duas temporadas. Depois disso, foi novamente emprestado dessa vez para o Internacional antes de retornar ao Furacão.

Sobretudo, no time paranaense ele conquistou a Copa Sul-Americana de 2018 e a Copa do Brasil de 2019. Sendo assim, as boas atuações lhe renderam sondagens de grandes clubes brasileiros. No entanto, foi jogar na China no Chongqing Dangdai.

Se recuperando da cirurgia no joelho desde que chegou, foi relacionado para os últimos dois jogos em casa. Entretanto, não entrou em campo. Guto Ferreira comentou sobre o momento do jogador.

“Imagina um jogador parado há um ano, que fez alguns coletivos, não fez nenhum jogo-treino. Estou levando para o banco porque tem “n” motivos que contribui. É um cara experiente, tem voz de experiência. Caso necessite cinco, dez minutos, dependendo de como estiver o jogo, passa a ser um jogador importante”.

Estreia do clube e do jogador

Em 2022 o Bahêa vai voltar a disputar a Série B. Marcelo Cirino e companhia iniciaram nesta terça (4) o processo de treinamento, para a temporada. Esse será um ano de desafio para o Tricolor da Boa Terra que terá cinco torneios em disputa. Campeonato Baiano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, serão os compromissos da vez.

Por fim, o Bahia que estreará na Lampions League. Dessa maneira, o primeiro jogo será contra o Sampaio Corrêa em meados de janeiro. A partir daí, Cirino pode finalmente estrear no Bahia e é o que se espera da diretoria.

 

Foto destaque: Divulgação/Felipe Oliveira/EC Bahia

Caio Santos