O zagueiro do Botafogo, Marcelo Benevenuto, será emprestado ao Fortaleza. Antes de mais nada, foi o presidente do Botafogo, Durcésio Mello, quem deu a notícia em primeira mão, e o Leão confirmou em seu Twitter. Então, o atleta se desamarra do Glorioso pela primeira vez.

https://twitter.com/FortalezaEC/status/1377418451602444290?ref_src=twsrc%5Egoogle%7Ctwcamp%5Eserp%7Ctwgr%5Etweet

Assim, Benevenuto chega para ser o décimo reforço do Tricolor do Pici. Contudo, o atleta vinha sendo criticado pela torcida do Botafogo por seus erros na defesa desde a temporada passada, e sua saída traz um certo alívio para os torcedores. Além disso, a diretoria do Botafogo queria mais experiência na defesa. Para isso, trouxe os zagueiros Gilvan Joel Carli.

Marcelo Benevenuto: reforço controverso

Todavia, não foram todos os torcedores do Fortaleza que aprovam a chegada de Marcelo Benevenuto. O perfil “FEC para Elas” publicou uma manifestação em suas redes sociais, em que repudia a contratação do atleta. Benevenuto foi acusado de agredir sua namorada em 2017.

Então, em 2 de abril de 2017, a, na época, namorada de Marcelo Benevenuto denunciou o zagueiro por agressão após um desentendimento do casal próximo à sede do Botafogo, em General Severiano. Assim, a vítima relatou que recebeu um soco no rosto após uma discussão motivada por ciúmes. Contudo, o delegado responsável pelo caso concluiu que não haviam provas suficientes e arquivou.

Todavia, este não foi o fim do caso. No início de 2020, o Ministério Publico do Rio de Janeiro denunciou o atleta pela mesma acusação. Entretanto, com a pandemia de Covid-19, o processo está parado.

O Fortaleza é um clube que sempre se posicionou contrariamente a violência contra a mulher. No dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, o Leão promoveu uma campanha nas redes sociais onde foram postados 30 lances de jogadores sofrendo falta, de dois em dois minutos, com um relógio que sinalizava os minutos. Ao fim, o clube compartilhou uma mensagem de apoio às mulheres.

Foto Destaque: Divulgação/Vitor Silva/Botafogo

Avatar
João Victor Freire
Eu escolhi o jornalismo pois é o que eu sei fazer desde criança. Trabalhar com jornalismo esportivo é um sonho que se realiza a partir de agora.

Deixe uma resposta