Após quase 10 anos, chegou ao fim a relação entre Manchester City Sergio Agüero. Em nota oficial divulgada nesta segunda-feira (29), o clube anunciou a saída oficial do jogador ao final da temporada. Ademais, para homenagear o atleta, a diretoria já afirmou que construirá uma estátua ao lado do Etihad Stadium como forma de agradecimento pelos serviços prestados. Assim, o argentino terá sua imagem representada ao lado de ex-companheiros como Kompany e David Silva.

Com contrato até junho deste ano, Agüero não chegou a um acordo com o clube para a renovação. Desse modo, o argentino deixará os Citizens de forma gratuita. De acordo com a imprensa europeia, o atleta desperta interesse, principalmente, do Barcelona.

“Pelo City, Agüero anotou incríveis 257 gols em 384 partidas. Ele será para sempre lembrado como um dos maiores jogadores da história daPremierLeague e é o goleador mais letal de todos os tempos no campeonato se levado em conta a média de gols por minutos jogados”, diz a nota do clube.

Por fim, de acordo com a nota, o Manchester City planeja fazer uma grande festa de despedida para o argentino no último jogo da temporada, contra o Everton, no Etihad Stadium.

HISTÓRIA DE AGÜERO NO MANCHESTER CITY

Com 257 gols, o argentino é o maior artilheiro da história do Manchester City. Além disso, ficou marcado pelo gol histórico que deu o título da Premier League ao clube nos minutos finais do jogo contra o Queens Park Rangers na temporada 2011/12.

Ao longo de sua trajetória pelo clube, o camisa 10 ajudou os Citizens a levantarem quatro troféus da Premier League, um da Copa da Inglaterra, cinco da Copa da Liga Inglesa e três da Supercopa da Inglaterra. Entretanto, o atleta ainda sonha em vencer a Champions League inédita com o time. O feito pode ser alcançado ainda nesta temporada.

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

Renan Liskai
Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Deixe uma resposta