Nesta quinta-feira (17), Fluminense e Athletico-PR se enfrentaram no Estádio do Maracanã, encerrando a 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Flu contou com a falha do lateral-direito Madson para abrir o placar com o zagueiro Frazan, logo no início da partida. Entretanto, o mesmo Madson foi o encarregado de virar a partida para o Furacão, marcando duas vezes. Assim, o Rubro-negro quebrou uma sequência de cinco jogos do Tricolor sem derrotas, deixando o anfitrião em 14º. Além disso, recuperou os pontos perdidos em casa diante do Flamengo, pulando para a 9ª colocação.

1º TEMPO

Logo de início, o Fluminense já tratou de ir em busca do primeiro gol. Desse modo, antes de completar 3’, o meia Nenê bateu da entrada da área, mas um desvio da zaga jogou a bola para escanteio. Na cobrança, o próprio Nenê jogou a bola para a área, o lateral-direito Madson cortou mal e jogou nos pés do zagueiro Frazan, que só teve o trabalho de tocar para as redes. A resposta dos visitantes veio aos 10’. Após bate e rebate na entrada da área, a bola sobrou para o volante Wellington encher o pé. Entretanto, o chute saiu sem direção. O Furacão chegou ao empate aos 13’, com o atacante Rony. Porém, o VAR anulou, indicando impedimento no lance.

Nenê continuava sendo o principal criador de jogadas do Tricolor. Assim, aos 18’, rolou para o lateral-direito Gilberto chegar batendo de fora da área, mas a bola foi por cima do gol do goleiro Santos. Aos 25’, mais um gol anulado pelo VAR por impedimento. Dessa vez, o atacante João Pedro, do Fluminense, que havia balançado as redes. Nos acréscimos, Wellington fez ótimo lançamento para Madson. O lateral ganhou do atacante colombiano Yony González na corrida, dominou no peito e bateu sem chances para o goleiro Muriel.

2º TEMPO

Assim como na primeira etapa, o Flu começou dando as cartas. Desse modo, aos 53’, o Tricolor conseguiu trocar passes dentro da área até a bola chegar em Yony González. Entretanto, a zaga rubro-negra conseguiu fazer o corte antes da finalização. Na sequência, após cruzamento do colombiano, a bola sobrou para o meia Ganso só desviar para o gol, porém, Santos estava bem colocado. Aos 70’, o meia-atacante Marcelo Cirino teve a chance da virada nos pés, mas a desperdiçou, e o lateral-esquerdo do Flu, Orinho, jogou para escanteio. Contudo, na cobrança, Rony jogou na cabeça de Madson, que desviou na bochecha da rede, virando o placar.

Atrás do empate, os anfitriões partiram para o ataque. Sua principal arma passou a ser o ataque Wellington Nem, que entrou na vaga de Nenê. Entretanto, as jogadas do atacante não surtiram efeito para os donos da casa, que sequer chegaram a assustar o arqueiro Santos.

E AGORA?

Agora, no domingo (20), Fluminense e Athletico-PR enfrentaram líder e vice-líder, respectivamente. Primeiro, às 18h (horário de Brasília), o Flu enfrenta o Flamengo, no Estádio do Maracanã, com mando do Rubro-negro. Um pouco mais tarde, às 19h, o Furacão recebe o Palmeiras, na Arena da Baixada.

MELHORES MOMENTOS

Edson Guimarães
Meu nome é Edson Guimarães, tenho 24 anos e sou estudante de Jornalismo. Minha paixão pelo futebol vem desde 2002, e com o tempo eu fui me apaixonando pelos meios de comunicação voltados ao esporte, até começar a fazer parte deles.

Artigos Relacionados