Reprodução/Liverpool

Nesta terça-feira (27), o Liverpool anunciou o balanço financeiro da temporada 2020/21. Dessa maneira, na última temporada, o prejuízo foi de 6 milhões de libras (cerca de R$ 348 milhões). Com isso, os cofres sofreram esse baque por conta da pandemia do covid-19. Ademais, o déficit acontece após os Reds registrarem lucro, em 2019/20, de  42 milhões de libras (aproximadamente R$ 318,2 milhões).

Portanto, o clube inglês prevê uma perda total de receita em 120 milhões de libras (R$ 909,3 milhões). Com isso, necessita buscar recursos para estancar esse buraco.

A suspensão da temporada 2020 deu muitos golpes na renda pouco diversificada do Liverpool. Isso comparando com o Manchester United e Manchester City. Com isso, em março, o proprietário estadunidense da Fenway Sports Group concordou em vender 10% do clube. Portanto, o fundo de investimento RedBird Capital  desembolsaria cerca de 543 milhões de libras (R$ 4,1 bilhões) pela porcentagem.

As receitas comerciais (como patrocinadores e merchandising) aumentaram. Dessa maneira, alavancou aproximadamente 29 milhões de libras (R$ 219,7 milhões). No entanto, não foi capaz de compensar a queda do dinheiro levantado em dias de jogo e direitos televisivos, em um total acumulado de 72 milhões de libras (R$ 545,6 milhões). Ainda mais, a parte salarial passou de 310 milhões de libras (R$ 2,3 bilhões) para 325 milhões de libras (R$ 2,4 bilhões).

Com isso, o CEO do Liverpool, Andy Hughes, garantiu que os Reds se encontram numa situação financeira sólida. Então, disse:

“Este relatório financeiro, que termina em maio de 2020, começa a mostrar o impacto inicial da pandemia e as reduções significativas em alguns itens de receita”.

Foto Destaque: Reprodução/Liverpool

Gabriel Yudi Gati Isii
Gabriel Yudi Gati Isii
Sou aluno de Jornalismo da PUC-SP (3/8). Sou um grande fã de futebol e do Pelé. Meus sonhos são cobrir uma Copa do Mundo em loco e dar um espelho para que pessoas iguais a mim, asiáticos, tenham alguém para se inspirar.

Deixe uma resposta