Mudanças nos rebaixados na Liga NOS (Foto: Reprodução / Rui Minderico)

Nesta quarta-feira (29), houve uma reviravolta na Liga NOS 2019/2020. Isso porque, ao final da temporada, Portimonense e Aves foram rebaixados à Liga Pro. No entanto, após avaliação da Liga Portugal, foram negadas as inscrições de Vitória de Setúbal e Aves, que caíram, diretamente, para o Campeonato de Portugal, a terceira divisão portuguesa. Dessa forma, os Alvinegros de Portimão se mantiveram na elite.

Leia mais:

Assim, no futebol português, a cada temporada, as SADs dos clubes participantes são reavaliados para atenderem aos critérios de disputa de ligas profissionais. No caso atual, Vitória de Setúbal e Aves foram reprovados em requisitos financeiros. Logo, os Setubalenses não atenderam a inexistência de dívidas à SADs e a jogadores, treinadores e funcionários e regularidade tributária. Já os Avistas não preencheram 16 condições, sendo 13 financeiras, vale lembrar que o clube enfrenta uma grave crise que já forçou a rescisão unilateral de vários atletas.

Dessa forma, o maior beneficiário da decisão foi o Portimonense, que havia terminado em penúltimo lugar e, portanto, rebaixado dentro de campo. Em comunicado, a Liga Portugal informou a despromoção do Vitória de Setúbal e do Aves das competições profissionais; Além disso, convidou os Alvinegros a se inscreverem na próxima edição da Liga NOS.

EFEITOS NA LIGA PRO

Logo, com o rebaixamento direto de Vitória de Setúbal e Aves ao Campeonato de Portugal, Cova da Piedade e Casa Pia, que foram rebaixados na Liga Pro, foram convidados a permanecerem na competição. Dessa forma, anulando o processo de despromoção vivenciado dentro de campo e nos tribunais após o encerramento precoce devido a pandemia da Covid-19. Além disso, já havia sido confirmado o acesso à Liga NOS de Nacional, da Ilha da Madeira, e Farense.

Portanto, em comunicado, o Vitória de Setúbal já se manifestou sobre o caso e informou que irá recorrer da decisão e acrescenta “não baixará os braços e continuará a trabalhar arduamente na tentativa de ver resolvido este processo“.

Na sequência do comunicado emitido pela Liga Portugal relativo ao chumbo da inscrição nas competições profissionais para a época 2020/21, o Vitória Futebol Clube vem por este meio comunicar que irá recorrer da decisão para o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol.

Ciente de que a razão está do seu lado, o Vitória Futebol Clube não baixará os braços e continuará a trabalhar arduamente na tentativa de ver resolvido este processo.

Mais se informa que durante o dia de amanhã (dia 30) serão prestados mais esclarecimentos sobre o caso“.

Foto Destaque: Reprodução / Rui Minderico

Avatar
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados