A pandemia do novo coronavírus trouxe uma série de problemas para ligas em todo mundo. Algumas foram encerradas, interrompidas (muitas até já retornaram) e outras adiadas. Como era de se esperar, o Campeonato Mexicano também foi bastante afetado. Entretanto a decisão tomada pela FMF por conta da crise sanitária chamou atenção, pois a federação acabou com o acesso e o rebaixamento pelas próximas seis temporadas na Liga MX.

Os grandes beneficiados foram os três times que até então ocupavam as últimas posições: Atlas, Atlético de San Luis e Juárez. Para as três equipes será aplicada apenas uma multa: 4,8 milhões de dólares, 2,8 milhões de dólares e 2 milhões de dólares, respectivamente.

Entendendo o novo formato da Liga MX

Primeiro, é preciso analisar o que aconteceu especificamente em 2020 no calendário mexicano: o Clausura 2020 foi encerrado e declarado que não haveria um campeão (pode conferir o comunicado oficial AQUI), a final da Copa MX 19-20 será disputada entre Monterrey e Tijuana nos dias 16 e 23 de setembro, além de ter sido decretada o final da temporada 2019-20 do Ascenso MX.

O Apertura 2020 da Liga MX começa já no próximo dia 24 de julho, com 18 clubes na primeira divisão: América-MX, Atlas, Tijuana, Pumas, Monterrey, Chivas Guadalajara, Club Atlético San Luís, Cruz Azul, Juárez, Querétaro, León, Necaxa, Pachuca, Puebla, Monterrey, Tigres, Santos Laguna, Toluca e o “novato” Mazatlán FC (antigo Monarcas Morelia). Não haverão alterações pelas próximas seis temporadas, apenas uma multa para o lanterna.

Até o formato de disputa sofreu mudanças, pois agora como forma de aumentar o calendário foi revivida a “repescagem”. Esta consiste alinhar do 5º ao 12º (melhor x pior) e fazer um mata-mata de jogo único para definir os classificados. Os quatro vencedores se juntarão aos quatro primeiros, que avançam de forma direta.

Entretanto, os problemas concentram-se principalmente na antiga Ascenso MX, que deverá ter um novo nome (sendo o atual e provisório “Liga de Expansion“). Além da falta de previsão de subir de divisão, sequer existe uma definição clara de quantos times disputarão, nem quais.

Por outro lado, um dos times que a disputaria já deu um jeito de subir de divisão: o Atlante. Ele fez uma espécie de fusão, onde seus acionistas passaram a ter o controle sobre o Querétaro, havendo inclusive troca de atletas entre as equipes, com 11 jogadores dos Potros indo para os Gallos Brancos, enquanto outros nove fizeram o caminho inverso.

https://twitter.com/Kamas_Deportes/status/1273713016001921025

Foto destaque: Divulgação/Liga BBVA MX

Luiz Mutschele
escolhi jornalismo porque foi a melhor forma de aliar duas coisas que sempre gostei: escrever e esportes. Desde então já tive o prazer de escrever sobre minha três grandes paixões: futebol, NBA e games.

Artigos Relacionados