Líderes do elenco vascaíno abdicam de salário por companheiros.

Sofrendo com a crise financeira que assombra os vascaínos, principais nomes do elenco decidiram agir para ajudar o clube em tal situação. Jogadores como Leandro Castán e Fernando Miguel abriram mão de seu salário para os companheiros que recebem menos, no caso os jovens atletas e funcionários. O valor era referente ainda ao mês de janeiro.

Segundo o “Canal Pilhado”, a diretoria do Vasco conversou com Leandro Castán sobre uma quantia que o clube teria recebido, mas não daria para pagar todos os colaboradores com esse dinheiro. O zagueiro debateu com os companheiros de campo, que concordaram em ceder o salário para aqueles que precisam mais.

https://www.instagram.com/p/B-w5jluBpQ1/

Com o recurso recebido, o Vasco pagou, nesta sexta-feira (8), os funcionários e atletas que recebem até R$ 1.800 e realizou o pagamento de R$ 1.300 para aqueles que ganham mais que o valor citado primeiramente. Este salário é referente ao mês de fevereiro.

Além disso, a diretoria vascaína, com o mesmo recurso, pagou o mês de janeiro aos jogadores que ganham abaixo de 50 mil. Os demais colaboradores, que não se encaixam nestas categorias, continuam sem receber no ano de 2020. O que acontece também com aqueles que ganham mais de 1.800 que, no entanto, receberam parte do salário de fevereiro (1.300).

Foto destaque: Reprodução/Carlos Gregório Jr/Vasco

Lívia Marques
Escolhi jornalismo porque sempre foi minha paixão, fiz estágios em assessoria de imprensa e escrevi algumas matérias pra uma agência de publicidade, meu maior objetivo é conseguir me destacar na área esportiva e ir cada vez mais longe falando sobre o que eu amo.

Artigos Relacionados