Nesta terça-feira (5), o Libertad, do Paraguai, após passar pela fase preliminar e despachar o campeão de 2016, Atlético Nacional, da Colômbia, recebe o Universidad Católica, do Chile, no Estádio Defensores del Chaco, às 21h30 (horário de Brasília). Em partida que marca a abertura do grupo H, na Copa Libertadores 2019. As duas equipes buscam o título inédito que, além de tudo, seria surpreendente, pois Grêmio e Rosário Central, da Argentina, completam o grupo, e são favoritas para conseguirem a vaga nas oitavas de final.

LIBERTAD

Apesar de a conquista da América ser uma utopia, o Libertad tem argumentos para se iludir. Mesmo não estando bem na competição nacional, no último domingo (3), em partida válida pelo Apertura Paraguaio, o Albinegro venceu o San Lorenzo, por 2 x 1. Na pré Libertadores foram duas fases, eliminando o The Strongest (destaque para a goleada de 5 x 1, no Paraguai), da Bolívia, e o Atlético Nacional de Medellín, da Colômbia, campeão continental em 2016.

O técnico colombiano, Leonel Álvarez, está de bem com o seu elenco. Venceu o San Lorenzo com um time alternativo, justamente por estrear na Libertadores dois dias depois. E pensando apenas no adversário de logo mais, o Libertad tem um confronto equilibrado diante da Universidad Católica, porém, para avançar às oitavas, precisa vencer os chilenos, até mesmo quando for visitar a Cato, em Santiago, pois imaginar resultados positivos contra Grêmio e Rosário Central também é um tanto quanto utópico. As principais armas dos paraguaios são os atacantes Óscar Cardozo, ídolo do Benfica, de Portugal e o artilheiro (quatro gols) argentino, Martínez.

https://twitter.com/Libertadores/status/1103022370443321344

UNIVERSIDAD CATÓLICA

A Universidad Católica é a atual campeã do Campeonato Chileno, chegando à fase de grupos da Libertadores de forma direta, e ocupa a 3ª colocação do Apertura Chileno, com duas vitórias e uma derrota – na última sexta-feira (1), bateu o Audax Italiano por 1 x 0, fora de casa. Assim como os paraguaios, chegam à maior competição do continente com uma equipe cascuda.

Comandada pelo técnico argentino, naturalizado boliviano, Gustavo Quinteros, a principal arma da Cato é o meio campista argentino Diego Buonanotte, de 30 anos, e o maior símbolo da experiência vem com o meia José Fuenzalida, bicampeão da Copa América, em 2015 e 2016 com o Chile.

https://twitter.com/CruzadosSADP/status/1102916734791704576

RETROSPECTO

Este será o primeiro confronto entre as duas equipes.

Avatar
Edson Guimarães
Meu nome é Edson Guimarães, tenho 24 anos e sou estudante de Jornalismo. Minha paixão pelo futebol vem desde 2002, e com o tempo eu fui me apaixonando pelos meios de comunicação voltados ao esporte, até começar a fazer parte deles.

Artigos Relacionados