Lewandowski e Piszczek: os poloneses que fizeram história na Alemanha

- Experientes jogadores marcaram seus nomes pra sempre no futebol alemão com muitos títulos conquistados
Lewandowski e Piszczek na Alemanha

Historicamente, Polônia e Alemanha são países que já passaram por várias situações diferentes. No futebol, essa relação também existe e, por isso, iremos falar sobre jogadores poloneses que jogaram e marcaram a sua história na principal liga do mundo. Como sabemos, o Campeonato Alemão é conhecido pelos seus estádios lotados, alto faturamento, e ótimo desempenho de suas equipes em campeonatos europeus. Além disso, sua popularidade cresce a cada dia.

Assim, é comum que a Bundesliga conte com grandes jogadores do cenário mundial. Dessa forma, a coluna Quebrando Muros dessa semana, irá destacar dois grandes poloneses que fizeram história na terra da cerveja. Robert Lewandowski e Lukasz Piszczek. Juntos, Lewa e Piszczek conquistaram diversos títulos e acumularam muitos gols em terras alemães. Então, confira um pouco sobre a carreira dos experientes polacos:

ROBERT LEWANDOWSKI

Início

Lewa, como costuma ser chamado, nasceu na Varsóvia em 21 de agosto de 1988. O craque nasceu no esporte, já que seu pai era judoca e sua mãe, jogadora de vôlei. Assim como toda criança, tentou vários esportes, mas foi no futebol (claro) que conseguiu atingir o alto nível já conhecido por todos. Entretanto, quando criança, reprovou nas categorias de base do Polônia Varsóvia, seu time favorito quando criança, mas conseguiu ingressar no Varsóvia Warszawa.

Após sete anos na base da equipe da capital, foi dispensado e chegou ao modesto time Znicz Pruszków, onde foi artilheiro e vice-campeão da terceira divisão polonesa. No seu segundo ano no Znicz, foi artilheiro da segunda divisão e a revelação polonesa do ano de 2007. Por um milhão e meio, transferiu-se para o Lech Poznan, também da Polônia, fazendo uma boa primeira temporada. Já na segunda, brilhou, sendo artilheiro, melhor jogador e campeão da competição.

Chegada na Alemanha

Então, em 2010, foi quando o atacante chegou até o futebol alemão. Assim, se transferiu para o Borussia Dortmund para ser o reserva imediato de Lucas Barrios. Porém, o jogador conseguiu aproveitar as oportunidades dadas, pelo então técnico Jurgen Klopp, e se tornou o principal atacante do clube. Em quatro temporadas atuando pelo clube, Lewandowski atuou 187 vezes e marcou 103 gols. Além disso, acumulou 42 assistências e conquistou quatro títulos, sendo duas Bundesligas, uma taça da Alemanha e uma Super Taça.

 

Assim, depois do sucesso em Dortmund, trocou a equipe pelo Bayern de Munique onde conseguiu aumentar seu sucesso. Desde 2014 no clube bávaro, o centroavante já conquistou a Bundesliga seis vezes consecutivas. Além disso, venceu a Taça da Alemanha mais três vezes e mais três Super Taças. Para coroar a grande fase, o Bayern foi o vencedor da última Liga dos Campeões. Com 192 jogos pelo clube, o camisa 9 já marcou incríveis 247 gols e deu 60 assistências.

Artilharias

Como se não bastasse todos esses números, o polonês ostenta a artilharia de cinco edições da Bundesliga e de seis edições da Copa da Alemanha e aparece como o quarto maior artilheiro da história da Liga dos Campeões, atrás apenas de Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Raúl González. Vale lembrar que nessa temporada, Lewa marcou 15 gols na Liga dos Campeões de 2019/2020 e ajudou os bávaros na caminhada até o título da competição diante do PSG. Ao todo, Lewandowski marcou 55 gols na temporada.

A atuação mais marcante do atacante polonês fica por conta do dia em que marcou 5 gols em 9 minutos. Em 22 de setembro de 2015, Pep Guardiola deixou Lewandowski no banco de reservas em jogo contra o Wolfsburg. No intervalo, o Bayern perdia por 1 a 0, e o treinador decidiu acionar o atacante polonês. Aos 6 minutos da etapa final, ele empatou a partida. Nove minutos depois, ele já tinha marcado mais quatro e decretado a virada para 5 a 1.

Recentemente o jogador de 32 anos declarou que pretende jogar até os 40 anos de idade. É ou não é um ídolo na Alemanha?

Lukasz Piszczek

Início

O lateral direito polonês começou sua carreira no futebol em 2001 defendendo as cores do Gwarek Zabrze. Assim, dois anos depois, conquistou o Campeonato Polonês Juvenil. Então, no ano seguinte, ainda jogando como atacante, tornou-se um dos artilheiros do Europeu Sub-19 e no mesmo ano teve seu primeiro contato com o futebol Alemão. Hertha Berlin  o contratou, mas o emprestou imediatamente ao Zaglebie Lubin, onde ficou por três temporadas.

Chegada na Alemanha

Após o tempo em sua terra natal, o jogador, nascido em 3 de junho de 1985, enfim chegou para atuar pelo clube alemão, Hertha Berlin. Em 2008, já como lateral, marcou seu primeiro gol na Bundesliga contra o Hannover. Entretanto, o jogador sofreu com algumas lesões mais sérias, o que o impossibilitou de fazer mais jogos naquela temporada. Assim, com uma lesão no quadril e outra sofrida no joelho, o lateral só voltaria a atuar em fevereiro de 2009. No Hertha o jogador fez 87 jogos e marcou sete vezes.

Então, em maio de 2010, o jogador se transferiu para o Borussia Dortmund assinando, inicialmente um contrato de três anos. Porém, com a excelente adaptação, esse contrato, não só foi cumprido, como renovado. Assim, com o passar do tempo, o jogador se mostrava cada vez mais importante para a equipe, despertando o interesse de diversos outros clubes do mundo. Mas Piszczek resolveu seguir em Dortmund para marcar seu nome na história. Hoje, é um ídolo do clube e já chega a sua 11ª temporada seguida defendendo suas cores. 

Entretanto, nem tudo foram flores na carreira do jogador. Em junho de 2011, chegou a ter prisão decretada por ser um dos acusados de ter participado de um esquema de manipulação de jogos na Polônia em 2005/06, quando estava emprestado pelo Hertha Berlim ao Zaglebie Lubin. Mesmo não constando no elenco deste jogo, não se opôs a compra do jogo por 100 mil.

Carreira na Alemanha

Desde que chegou, o camisa 26 já conquistou a Bundesliga duas vezes, duas Taças da Alemanha e a Super Taça em três oportunidades. Então, depois de 364 partidas, 18 gols marcados e 64 assistências, Lukasz Pizczek se tornou um dos líderes da equipe e, atualmente, possui o cargo de vice-capitão. Assim, nessa temporada, o polonês renovou seu contrato mais uma vez,  até o fim da temporada 2020/2021, quando pretende decidir se anuncia sua aposentadoria do futebol ou volta para a Polônia para finalizar a carreira.

Celso Junior

Sobre Celso Junior

Celso Junior já escreveu 191 posts nesse site..

Sou Celso Junior, carioca e moro em Rio das Ostras - RJ. Sou pai da Maria Sofia e amante do futebol, esporte o qual vivo desde criança. Sou professor, treinador, e estudo intensamente o futebol em suas diversas áreas.

BetWarrior


Poliesportiva


Celso Junior
Celso Junior
Sou Celso Junior, carioca e moro em Rio das Ostras - RJ. Sou pai da Maria Sofia e amante do futebol, esporte o qual vivo desde criança. Sou professor, treinador, e estudo intensamente o futebol em suas diversas áreas.

    Artigos Relacionados

    Topo