Neste domingo (13), o Bayer Leverkusen recebeu o Hoffenheim no último jogo da 11ª rodada da Bundesliga 2020/21. Assim, o duelo valia a liderança da competição para os donos da casa, já que o até então líder, Bayern de Munique, havia empatado com o Union Berlin. Eventualmente, os visitantes não aguentaram a pressão e foram goleados por 4 x 1.

1º TEMPO

Inegavelmente, o Leverkusen estava com vontade de jogar. Isto porque abriu o placar logo aos 4′ da primeira etapa, com Bailey. Mais tarde, o placar foi ampliado, aos 27′, novamente com um gol de Bailey, que aproveitou um passe errado da defesa adversária. Sem chances para o goleiro Oliver Baumann. Desse modo, o placar antes do intervalo foi de 2 x 0 para os donos da casa que a esta altura já eram os líderes do campeonato.

2º TEMPO

Na segunda etapa o time de Peter Bosz precisava apenas manter o que havia sido feito até então. No entanto, o Hoffenheim parecia esboçar uma reação, com Baumgartner descontando para os visitantes aos 50′ de jogo. Contudo, o Leverkusen voltou a ter o domínio e ampliou aos 55′ com Wirtz. Posteriormente, os mandantes fecharam o placar com o artilheiro Alario, de pênalti e nos acréscimos. Assim, declararam uma goleada de 4 x 1 e a liderança no Campeonato Alemão.

E AGORA?

A princípio, o resultado coloca o Bayer Leverkusen na primeira posição da tabela com 25 pontos conquistados, um a mais que o segundo colocado Bayern de Munique. Por outro lado, o Hoffenheim cai da 10ª para a 12ª colocação, somando 12 pontos e cinco derrotas até o momento. Na próxima rodada, o Leverkusen visita o Colônia na quarta-feira (16), às 16h30 (horário de Brasília). Enquanto isso, o Hoffenheim recebe o RB Leipzig, no mesmo dia e horário.

MELHORES MOMENTOS – LEVERKUSEN X HOFFENHEIM

Foto Destaque: Divulgação/Bayer 04 Leverkusen

 

Stella Vicente
Stella Vicente
Meu nome é Stella, tenho 19 anos e estudo Jornalismo na Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) – mas sou paulista do interior. Gosto de ler e escrever desde que me entendo por gente e o esporte sempre foi uma das minhas grandes paixões, grande parte devido à influência do meu pai. Foi por conta desse sentimento que surgiu a vontade de fazer jornalismo. Hoje eu percebo que me encontrei nessa profissão emocionante e espero conquistar grandes coisas na área esportiva, principalmente no que diz respeito ao meu amor maior: o futebol.

Artigos Relacionados