Com pouco tempo de jogo na Inter de Milão e fora dos planos do técnico Antonio Conte, Christian Eriksen deve deixar a equipe para ter como destino algum clube da Premier League. Assim, além de Manchester United e Tottenham, o Leicester passou a demonstrar interesse no meia. Contudo, de acordo com o jornal inglês “The Sun”, a diretoria dos Foxes se assustou com o alto salário do atleta.

Com salário de 300 mil libras por semana, Eriksen aparece muito acima do teto salarial do Leicester. Na equipe inglesa, Jamie Vardy e Kasper Schmeichel ocupam juntos o posto de maiores vencimentos, com cada um recebendo 100 mil libras semanais.

Além disso, a diretoria dos Foxes terá de enfrentar fortes concorrentes. Isso porque, o Manchester United apareceu disposto a pagar cerca de 120 mil libras por semana ao jogador, enquanto a Inter de Milão pagaria o restante.

Na atual temporada, o meia soma apenas 14 jogos com a camisa nerazzurri. Além disso, em suas participações sequer anotou gols ou deu assistências. Dessa forma, passou a frequentar o banco de reservas e a situação incomoda. Segundo a mídia europeia, o dinamarquês vê com bons olhos um retorno à Premier League. Na liga, Eriksen se destacou jogando pelo Tottenham durante algumas temporadas. O alto desempenho despertou interesse da Inter de Milão, que pagou 27 milhões de euros pelo atleta no começo de 2020.

Como forma de abrir espaço no elenco e em suas receitas mensais, o clube italiano agora procura um destino temporário para o jogador. Assim, além dos times da Premier League, o PSG também apareceu como interessado.

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

Renan Liskai
Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados